PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Perrone: Volpi salva o sonolento São Paulo contra o Cuiabá

Tiago Volpi, goleiro do São Paulo, no jogo contra o Cuiabá - Gil Gomes/AGIF
Tiago Volpi, goleiro do São Paulo, no jogo contra o Cuiabá Imagem: Gil Gomes/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

11/10/2021 22h03

"Volpi, nunca critiquei". Essa é a frase que melhor define o empate sem gols entre Cuiabá e São Paulo nesta segunda (11).

O goleiro salvou o time paulista da derrota fora de casa, principalmente por conta de duas defesas nos segundo tempo. Aos 31 minutos, ele defendeu chute de Felipe Marques. Um minuto depois, evitou que Paulão abrisse o placar ao cabecear forte para o chão.

O goleiro, que acumula falhas e críticas na temporada, foi o melhor jogador do sonolento Tricolor em Cuiabá. Superar seus companheiros não foi difícil para Volpi. Quase nada deu certo no São Paulo.

Os jogadores ficaram distantes uns dos outros. A troca de passes foi lenta na maior parte do tempo. Muitas vezes, três são-paulinos entravam na área do adversário esperando pela bola, que não chegava. Quando chegava, muitas vezes estava "quadrada".

O time de Crespo teve mais posse de bola (65%), mas não soube aproveitá-la. Quando tinha a redonda nos pés, o Cuiabá foi mais rápido e objetivo.

Prova disso, é que o time da casa fez 15 finalizações contra nove do São Paulo. Os números são do SofaScore.

Não foram tantos momentos de perigo. Mas foi o suficiente para Volpi se destacar e calar os críticos. Pelo menos por enquanto.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Blog do Perrone