PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Entenda o trâmite para a possível volta do futebol em São Paulo

Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

08/04/2021 04h00Atualizada em 08/04/2021 12h50

A Federação Paulista de Futebol pretende entregar nesta quinta (8) um novo protocolo sanitário para o Ministério Público analisar. Se o parecer for favorável, haverá um trâmite a ser seguido para a possível volta dos jogos no estado, mesmo se for mantida a fase emergencial de combate à pandemia de covid-19 em São Paulo.

A elaboração de um novo documento foi combinada em reunião na última quarta. A FPF, então, passou a trabalhar em pontos que preocupam o MP.

Quando receber o novo protocolo, o Ministério Público vai analisar se passa a considerar segura a volta do futebol no estado, apesar da gravidade da pandemia.

Em caso positivo, o tema será levado para o Centro de Contingência da Covid-19 de São Paulo. Será a vez do grupo que orienta o governador João Doria fazer suas considerações.

Caso seus membros solicitem mudanças no protocolo, o processo levará mais tempo. Após o eventual aval do Centro de Contingência, Doria dará a palavra final sobre a volta ou não do futebol no estado.

No governo, o entendimento é de que o governador não irá contra pareceres do MP e do grupo que o aconselha desde o início da pandemia.

Havendo a liberação por parte de Doria, a bola volta para a FPF definir datas, consultar clubes e marcar os jogos. Os times do Paulistão já estão de sobreaviso para a possibilidade de uma volta rápida a partir da liberação do governo.

Por conta de todo esse procedimento levará um tempo entre o eventual consentimento do MP e o retorno dos jogos.

O clima na FPF é de otimismo depois da última reunião com o MP. Os dirigentes entendem que, desde que seja feito o novo protocolo atendendo aos pedidos do Ministério Público, não haverá motivos para o órgão manter sua recomendação de suspensão dos jogos durante a fase emergencial. A partir desse aval, as outras portas se abririam, na avaliação dos cartolas.

Porém, a FPF não crava uma data para o possível retorno. Primeiro porque não se sabe quanto tempo o MP levará para analisar o novo protocolo. O mesmo vale para a avaliação a ser feita pelo Centro de Contingência.

Na próxima sexta, o governo deve anunciar se mantém o estado na fase emergencial ou se haverá mudança para o estágio vermelho, pouco menos duro em termos de restrições.

De acordo com fonte ligada ao governo estadual, independentemente da fase, o futebol pode ser liberado.

A opinião do MP terá peso importante porque a suspensão dos jogos foi decidida após recomendação do órgão.

Um dos pedidos do Ministério Público que a FPF tenta atender é a realização de testes para covid-19 nos membros dos times nos dias dos jogos. A sugestão inicial do MP era a testagem uma hora antes das partidas. A federação respondeu que isso seria inviável e passou a trabalhar para assegurar a realização dos testes nos dias das partidas, mas com maior antecedência.

O novo protocolo também terá o modelo de bolhas, com as delegações isoladas em hotéis e centros de treinamento.

Atualização

A Federação Paulista entregou o novo protocolo para o Ministério Público na manhã desta quinta e aguarda a resposta do órgão.

Se inscreva no canal do Ricardo Perrone no YouTube.

Blog do Perrone