PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

Casares escolhe funcionário do São Paulo para ser diretor financeiro

Sérgio Pimenta e Julio Casares - Divulgação
Sérgio Pimenta e Julio Casares Imagem: Divulgação
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

29/12/2020 08h58

Júlio Casares, presidente eleito do São Paulo, escolheu Sérgio Augusto Fonseca Pimenta como futuro diretor executivo de finanças tricolor. A nova diretoria tomará posse no início de 2021.

Pimenta já trabalhava no departamento financeiro como "controller". Ele ficará com a vaga atualmente ocupada por Elias Barquete Albarello.

A escolha de Pimenta faz parte de uma das estratégias de Casares que é promover funcionários para valorizar internamente a meritocracia.

Com a promoção de Pimenta, outros dois funcionários do departamento financeiro assumiram novos cargos: José Rubens (gerente de orçamento e controle) e Érika Podadera (gerente administrativa).

O presidente eleito entende que as promoções também têm como vantagem o fato de esses profissionais já conhecerem o funcionamento do clube, diferentemente de quem vem de fora.

Em tese, outro ponto positivo, é o controle de gastos. Teoricamente, promover um funcionário ao cargo de diretor executivo sai mais barato do que tirar um profissional de uma empresa.

No entanto, a nova diretoria também terá executivos que não trabalhavam no Morumbi.

Como mostrou o blog, Casares também já definiu Eduardo Toni como executivo de marketing e Roberto Armelin como executivo jurídico. Os dois foram buscados no mercado. Porém, Armelin havia sido diretor jurídico adjunto do clube por 12 anos.

As contratações dos futuros diretores executivos de futebol profissional e das categorias de base ainda não foram definidas.

Blog do Perrone