PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

Jornalista registra boletim de ocorrência contra agente Taveira por ameaça

Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

24/11/2020 04h00

O jornalista Aldo Neto registrou nesta segunda (23) boletim de ocorrência relativo a ameaças de agressão que alegou ter recebido do agente de jogadores Luiz Taveira.

Procurado pelo blog, o empresário não negou ser o autor das mensagens de texto ameaçadoras. Porém, diz não saber quem mandou gravação de voz, também em tom de intimidação, ao jornalista.

Taveira diz que Aldo, ex-assessor de imprensa do Santos, produziu vídeo que o aponta como apoiador da campanha de Rodrigo Marino à presidência da agremiação na tentativa de prejudicar a candidatura.

Isso porque o agente, que nega tal apoio, foi alvo de polêmica na Vila Belmiro quando era considerado empresário de confiança do clube durante a gestão de Modesto Roma Júnior. Conselheiros reclamavam da quantidade de negócios com pagamentos de comissões a ele.

Aldo trabalha para Daniel Curi, candidato à presidência do Santos em pleito marcado para o próximo dia 12.

O blog teve acesso às mensagens que Taveira não nega ter enviado ao jornalista. "Um velho de 64 para 65 anos vai bater em você", diz um dos textos. Indagado sobre a mensagem, Taveira respondeu: "é a idade que eu tenho", declarou o agente. "Toda ação tem uma reação", completou, alegando que reagiu à tentativa de ligar seu nome ao candidato Marino, algo que Aldo nega ter feito.

"Faz tempo que você merece uns tapas" e "só vai parar de rir quando apanhar" são outras mensagens enviadas pelo empresário ao jornalista.

Na primeira vez em que foi indagado pelo blog sobre o assunto, por mensagem de texto, Taveira respondeu: "o cara faz montagens de vídeos contra mim, que estou quieto. Manda fazerem perguntas num programa que ele comanda. E eu estou quieto. Então, ele não é jornalista e nem homem. E isto é entre mim e ele. Vou responder ao boletim de ocorrência".

O blog perguntou se, já que Taveira se sentiu ofendido e acredita que sabe quem é o autor da ofensa, não seria melhor processá-lo. "E porque ele tem que fazer o que fez? Qual o direito dele em fazer isto? Você acha que o caminho é fazer vídeo de quem está quieto e é surpreendido por isto? Você acha que o jornalista tem o direito de agredir alguém e ficar à espera de um processo?".

O blog ainda perguntou se o agente vai concretizar as ameaças. "O que eu disse pra ele interpreto como eu quiser. Ele interpreta como quiser", respondeu o empresário.

Depois, ele disse que, pensando bem, não valeria a pena a agressão.

Após encerrada a entrevista, Taveira encaminhou ao blog mensagem que diz ter sido a última enviada por ele a Aldo. "O espelho já é uma agressão pra você. E eu me satisfaço com isso", está escrito no fim do texto.

O blog também escutou mensagens em que um homem, com voz aparentemente diferente da de Taveira, ameaça o jornalista.

"Só vou deixar uma mensagem pra você. A ideia já chegou aqui nos 'brothers', você está tentando prejudicar a chapa aí, entendeu. Se você não tem saco pra aguentar, 'véio', sai fora, não atrapalha, entendeu. Próximo vídeo que a gente souber que você que mandou, que você que fez, que você que pagou pra fazer, você vai ganhar o seu, seu c?".

O homem não diz a qual chapa se refere, afirma que o jornalista está sendo seguido e faz acusações contra ele.

"Comecei a levar isso a sério depois desses áudios. Então, resolvi fazer o boletim de ocorrência", disse Aldo.

Os desafetos se encontraram no último domingo (22) na votação do impeachment de José Carlos Peres, que acabou sendo afastado da presidência do Santos.

"Aldo veio na minha direção e entrou na fila perto de mim, rindo, só para me provocar", disse o empresário, que fez nova ameaça na ocasião, segundo o jornalista.

"Entrei na fila porque precisava votar, não provoquei ninguém", disse Aldo.

Taveira é sócio do Santos, diz não apoiar publicamente nenhum candidato e alega que não estará em Santos no dia da votação.

Indagado sobre como pode afirmar que o desafeto é o responsável pelo vídeo já que ninguém assumiu a autoria, Taveira respondeu: "trabalhei com ele em 2017, e o vi fazendo isso. Ele também mandou perguntarem para entrevistado em seu programa de TV se eu apoiava o Marino só pra fazer o vídeo depois", acusou. Aldo negou as acusações.

Blog do Perrone