PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

Candidato corintiano anuncia trato por rua, mas recua após Prefeitura negar

Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

21/11/2020 04h05

Augusto Melo, candidato à presidência do Corinthians, divulgou em sua conta no Facebook que participou de uma reunião na Secretaria Municipal de Educação, na última quinta (19), na qual ficou acordado que o alvinegro fará uma creche e uma escola para crianças carentes. Isso se ele for eleito. Segundo a publicação, em troca, o clube ganhará a concessão da rua em frente ao Parque São Jorge. Ela foi usada como estacionamento da sede corintiana graças a uma concessão, mas foi devolvida ao Município após ação na Justiça.

Procurada pelo blog, a assessoria de imprensa da Secretaria de Educação confirmou a reunião, mas negou que tenha havido uma definição.

"A Secretaria Municipal de Educação informa que atendeu ao pedido de reunião técnica. Algo comum dentro da rotina da Pasta. Não há nenhuma definição quanto a funcionalidade do local", diz o comunicado.

Vale lembrar que a secretaria de educação não tem autonomia para decidir sobre a concessão de vias públicas.

Por sua vez, a assessoria de Augusto informou que houve "uma mistura de informações" na publicação no Facebook e que, na verdade, o candidato fez uma proposta que será avaliada.

O perfil de Augusto havia publicado a seguinte mensagem: "hoje o candidato Augusto Melo esteve na Secretaria Municipal de Educação, com o chefe de gabinete da secretaria, Pedro Jeha, e com a supervisora técnica de Educação, Fátima Cristina, onde ficou acordado que o Corinthinas irá construir uma escola e uma creche do Corinthinas que irá atender às crianças carentes da comunidade. Em contrapartida, a Prefeitura irá ceder a rua em frente ao Parque São Jorge".

Abaixo, leia a nota enviada pela assessoria de imprensa de Augusto ao blog.

"Houve uma mistura de informações na legenda publicada na página do Facebook. Fizemos uma reunião técnica na Secretaria Municipal de Educação. Apresentamos nossa proposta, que será avaliada para encontrarmos a melhor forma de ser viabilizada. Estamos propondo realizar um projeto de responsabilidade social, de educação e inclusão. Nunca vi alguém ser contra a construção de escolas e creches, para atender crianças da nossa comunidade. Em nossa candidatura trabalhamos para construir e apresentar soluções viáveis para um Corinthians mais forte, enquanto outros trabalham somente para destruir. Nós procuramos apresentar propostas e um plano de mandato sustentáveis para o clube, outros não discutem ideias e querem somente atrapalhar o processo da escolha do novo presidente. Convidamos a todos que se juntem a este nosso plano para que seja ainda maior. Esperamos que as pessoas de bem estejam conosco para a construção desse projeto. Os mesquinhos que critiquem. O Corinthians nasceu fazendo parte de uma sociedade de operários, trabalhadores. Queremos devolver o Corinthians para o corintiano que não tem condições de estudar, se alimentar, ir ao jogo e praticar esporte. Isso se chama inclusão social".

Além de Augusto, Mário Gobbi Filho e Duílio Monteiro Alves disputarão o pleito do próximo dia 28.

A rua em questão chegou a ser cedida ao clube por 99 anos por meio de uma lei municipal de 1996. Em 2010, a Justiça condenou o Corinthians a devolver a área, depois de a Prefeitura contestar a lei.

Em junho de 2020, em decisão em primeira instância, o alvinegro foi condenado a pagar indenização de aproximadamente R$ 19,6 milhões ao município pelo uso da via.

A creche e a escola estão entre os principais planos de Augusto. Assim como transformar uma parte do Parque São Jorge numa área com lojas, restaurantes, hotel e roda gigante abertos ao público em geral. Como mostrou o blog, nesse caso, Augusto afirmou que houve um erro em seu material de campanha. Isso porque havia nele a previsão de um hotel também no CT do clube. Ele fica em área de proteção ambiental e não pode receber tal empreendimento. O candidato diz que, na verdade, não há planos para a construção de um hotel no centro de treinamento.

Blog do Perrone