PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

Parecer que recomendou contratação de Robinho não cita processo por estupro

Robinho concede entrevista ao UOL - Marcelo Ferraz/UOL
Robinho concede entrevista ao UOL Imagem: Marcelo Ferraz/UOL
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

18/10/2020 11h27Atualizada em 18/10/2020 12h36

Parecer do Conselho Fiscal do Santos recomendando a aprovação da contratação de Robinho não cita o processo na Itália no qual o atacante foi condenado em primeira instância a nove anos de prisão por estupro. O atleta nega ter cometido o crime.

O órgão diz que, "após análise, concluímos que não existe qualquer obstáculo para a contratação" dentro dos valores combinados. O documento foi produzido a pedido do presidente em exercício do clube, Orlando Galante Rollo, e enviado para Marcelo Teixeira, presidente do Conselho Deliberativo. O órgão analisará na próxima quarta a contratação, suspensa após pressão de patrocinadores.

Documento do Santos sobre contratação de Robinho - Reprodução - Reprodução
Documento do Santos sobre contratação de Robinho
Imagem: Reprodução

O documento, obtido pelo blog, afirma que o acordo foi para Robinho ganhar R$ 1.500 por mês até 28 de fevereiro de 2021 "com possíveis gatilhos por desempenho, valores que não comprometem, de forma alguma, o planejamento para a próxima gestão".

Após mencionar a quantia envolvida na negociação, o órgão recomenda que o Conselho Deliberativo aprove a contratação sem esclarecer se analisou o processo envolvendo Robinho. Não cita, por exemplo, o que acontece em caso de o jogador ser preso durante a validade do contrato. Também não há menção a eventuais riscos para a imagem do Santos.

"Conforme exposto, esse Conselho Fiscal por unanimidade de votos de seus membros, considera que os valores envolvidos na referida contratação não oneram a próxima gestão, sendo assim, recomenda ao egrégio Conselho Deliberativo do Santos Futebol Clube a aprovação da mesma", diz o documento.

Parecer Santos sobre Robinho_blog do Perrone 2  - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

O blog procurou André Ferreira de Abreu, membro do Conselho Fiscal para perguntar se o órgão analisou o processo na Itália, mas ele disse que não pode dar entrevista. "Eu não falo pelo Conselho Fiscal, só falamos oficialmente através de nossos pareceres direcionados ao Conselho Deliberativo. Não é adequado falarmos de assuntos internos para a imprensa", disse Abreu.

O blog telefonou para Norberto Moreira da Silva, presidente do Conselho Fiscal, mas ele não atendeu à ligação. Rollo não respondeu à mensagem enviada pelo blog. Em entrevista ao "GE", o presidente em exercício disse ter pedido cópia do processo para a Justiça italiana.

Parecer Santos sobre Robinho_blog do Perrone 3 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Blog do Perrone