PUBLICIDADE
Topo

Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Palmeiras, Galo e Flamengo ficam bem mais fortes na janela

só para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

04/07/2022 13h46Atualizada em 04/07/2022 13h46

O Palmeiras é líder do Brasileiro, com 29 pontos. O Galo é terceiro com 27. E o Flamengo, decepcionante, tem apenas 21, mas está se recuperando. Ganhou as duas últimas partidas.

Eram os três favoritos a todos os títulos. Estão classificados também na Copa do Brasil e na Libertadores.

O favoritismo pode ficar mais forte a partir da janela de transferência. Cada um com seu modelo de gestão, têm mais - bem mais - dinheiro que os rivais e vão fazer valer a vantagem.

Estão indo com sede na janela:

Palmeiras - O ponto fraco do elenco era a falta de um centroavante, apesar de Deyverson ter sido o herói da Libertadores.

Mas, como confiar em Deyverson?

Agora, trouxe Merentiel e Flaco Lopez. Na falta de um, logo dois. Rony pode voltar para a ponta, onde vai melhor. E os dois centroavantes poderão desfrutar de seus cruzamento, além dos passes de Veiga e Scarpa. Se eu fosse centroavante, ficaria com muita inveja deles.

Flamengo - Perdeu Bruno Henrique e trouxe Cebolinha. Parece perfeito. Ainda trouxe Luis Henrique, para o outro lado do campo. E Arturo Vidal, que não vejo como um substituto ideal para a cansada Geração de 85.

Atletico -MG - Trouxe a sacola mais cheia, com Jemerson, Pedrinho, Pavón e Kardec. Talvez sejam exageradas para um time que está com elenco forte. Pavon e Kardec só lado de Hulk? E Vargas, Sasha, Keno? Exagero ou não, fica mais forte.

Fora dos três favoritos, o mercado até agora tem Yuri Alberto no Corinthians e Fernandinho no Furacão. Ótimos nomes.

Quanto aos outros, uma eterna do bom e barato. Ou do barato e não tão bom. Marcos Guilherme é um exemplo.