PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Caio, grande futebol na vitória do SPFC e pouca massa muscular

Conteúdo exclusivo para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

26/05/2022 04h00

Foi emocionante o choro de Caio, 18 anos, ao fazer seu primeiro gol como profissional em sua segunda partida pelo São Paulo.

Uma finalização muito técnica. Parou, olhou e bateu no alto. Algo que ele fazia bem na base e que repetiu agora contra o Ayacucho, na rodada final da primeira fase da Sul-americana.

Desde o primeiro minuto, Caio mostrou que não seria fácil a vida de Toledo, seu marcador. Com ginga e encarando o rival, foi o melhor de um São Paulo que entrou em campo com dez jogadores de Cotia, cinco deles que estavam na Copinha em janeiro.

Mas, se a vida não foi fácil para Toledo também não foi para Caio. Sofreu uma falta duríssima e outras duas pouco amigáveis, digamos assim.

Caio caiu. E como não cair. Tem ainda um físico de criança jogando entre adultos. Lembra um pouco Helinho, atualmente no bom Red Bull Bragantino.

O futebol de Caio vai melhorar muito à medida que for ganhando massa muscular. Não se trata de criar um brucutu, mas sim de dar a um jogador de muita técnica e personalidade a condição física necessária para praticar sua profissão.

Além de Caio, Talles Costa, 19 anos, também jogou muito bem. Foi o arco que município Caio, a flecha.

Maioli, que entrou no segundo tempo, deu o passe para o gol de Caio. E Beraldo, outro estreante, mostrou bom passe vertical. Iniciou boas jogadas.