PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Menon: Yesus (Jesus) tira Fluminense do G6

Conteúdo exclusivo para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

20/09/2021 22h58

Foi "por las puntas", como dizia o argentino Nelson Ernesto Filho Nunez, técnico da Academia, um dos maiores times que o glorioso futebol brasileiro teve.

Primeiro, Luis Henrique, pela direita. Corte para o meio, chute de esquerda no canto direito de Valter.

E depois, Danilo Barcelos, pela esquerda, um cruzamento perfeito para a cabeçada de Bobadilla.

Pronto. Tudo resolvido. Fluminense 2 x 0 Cuiabá, com menos de 20 minutos. 31 pontos e G6, desbancando o Corinthians.

Não foi assim.

Samuel Xavier teve um branco, um instante de falta de lucidez e fez um pênalti totalmente desnecessário. Cafu, 2 x 1.

O calor era forte e a determinação do Cuiabá também. Foi buscar o empate, mas o Fluminense tinha como segurar. O jogo era igual.

Então, aos 26 minutos, Jorginho colocou o colombiano Yesus Cabrera. Na língua espanhola, Y e J são iguais. Yesus é Jesus.

E Jesus salvou o Cuiabá, seis minutos depois. Lindo passe para o gol de Felipe Marques. Gol de empate.

Foi justo.

Mas foi também um vacilo enorme do Fluminense. Dois pontos que serão lamentados por um bom tempo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon