PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Sorteio foi bom para Flamengo, São Paulo, Fluminense e Santos

Emerson Sheik, do Fluminense, protege a bola enquanto é marcado por Willians, do Flamengo, em jogo do Campeonato Carioca de 2011 - Buda Mendes/LatinContent via Getty Images
Emerson Sheik, do Fluminense, protege a bola enquanto é marcado por Willians, do Flamengo, em jogo do Campeonato Carioca de 2011 Imagem: Buda Mendes/LatinContent via Getty Images
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

22/06/2021 16h42Atualizada em 22/06/2021 16h42

O sorteio das oitavas da Copa do Brasil teve poucas surpresas. Até parece que os times da Série A estavam em um pote e os outros em pote diferente. Houve apenas dois confrontos entre times da elite: Furacão x Atlético-GO e Galo x Bahia.

Nada de Flamengo x São Paulo. Ou Grêmio x Santos. Fluminense x Galo? Também não. O sorteio foi conservador. E trouxe grandes favoritos.

O maior deles - até por sua forca - é o Flamengo, que enfrentará o ABC de Natal, time da Série D, que eliminou a Chapecoense.

O ABC pode esperar apenas por muita exposição, esperar uma criminosa liberação de público e sonhar com uma zebra vitaminada, que seria o maior momento de sua história.

O Santos, que eliminou o Cianorte, da Série D, enfrentará outro time da quarta divisão: o Juazeirense, que eliminou o Cruzeiro. Vai passar sem riscos.

São Paulo x Vasco é um confronto histórico do futebol brasileiro, mas não há como negar que há um desnível técnico. O São Paulo, apesar da turbulência atual, está bem melhor que o Vasco. Um sofre na Série A e o outro na B.

É preciso cuidado, claro, o Vasco não é o 4 de Julho, mas o São Paulo é o favorito.

Pena que o adversário não é o Juazeirense. Assim, quem sabe, Daniel Alves não aceitasse jogar em sua terra natal.

O Fluminense é muito favorito contra o Criciúma, da Série C. Não pode confiar nos pênaltis porque o goleiro Gustavo defendeu três na decisão contra o América de Minas.

Grêmio é favorito contra o Vitória. O Fortaleza, contra o CRB.

Se tudo se confirmar, as quartas de final serão com times muito fortes: Flamengo, Fluminense, Santos, São Paulo, Grêmio, Galo, Furacão e Fortaleza.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon