PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

São Paulo, endividado, ficou menor que Daniel Alves

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

22/06/2021 14h42Atualizada em 22/06/2021 14h42

Um clube sempre é maior que os seus jogadores. Todos. Se Pelé tivesse jogado no Íbis, o Íbis seria maior que Pelé.

O clube é maior que os jogadores porque o clube é o depositário da paixão popular. O torcedor do Íbis ama o Íbis. Não ama seus jogadores. Nem se fosse o Pelé, repito.

Se a torcida do São Paulo for escolher o maior São Paulo histórico - Zetti, Forlán, Lugano, Dario Pereira e Serginho, Chicão, Pedro Rocha e Raí, Muller, Careca e Zé Sérgio (apenas um exemplo, há muitos outros) o São Paulo seria maior que todos eles. Juntos. E mais Ceni, De Sordi, Mauro, Bellini e Nelsinho, Cerezo, Bauer, Zizinho, Kaká, Chulapa e França, Didi, Gerson, Canhoteiro, Luis Fabiano, Casemiro e outros dez mil. Vinte mil. O São Paulo seria muito maior que todos eles. Juntos.

O São Paulo é infinitamente maior que Daniel Alves e todos os seus títulos e taças. Mas está se comportando como se fosse menor que Daniel Alves.

Nem o fato de o São Paulo dever R$ 12 milhões para Daniel justifica tanta sabujice.

O clube vive momento difícil, com muitas contusões e derrotas. E vai perder Daniel por um mês, com jogos pelo Brasileirão e decisões na Copa do Brasil e Libertadores.

E sabe quem vai pagar o salário de Daniel enquanto ele estiver em Tóquio? O São Paulo. Não a CBF.

Mas é o sonho de Daniel jogar a Olimpíada. E o São Paulo diz que a vontade do jogador é importante.

Mais importante que a necessidade do clube? E, desde quando Daniel tem o sonho da Olimpíada? Nunca ouvi isso antes.

Mas, como diz minha amada Tia Glorinha, manda quem pode e obedece quem tem juízo. Se o São Paulo não tem poder de negociação, se tem mãos atadas, que faça cara feia, que resmungue e libere.

Nem isso.

O São Paulo, mesmo sabendo de todo o descontentamento da torcida com a liberação, faz vídeos do jogador contando de sua alegria em jogar com a seleção.

Um vídeo que deveria ser feito pelo próprio Daniel e seus assessores.

Realmente, o poste fez xixi no cachorro.

O São Paulo se desrespeitou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon