PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Eva Wilma, a inesquecível mãe de Asa Branca

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

16/05/2021 00h52Atualizada em 16/05/2021 11h30

Eva Wilma morreu de câncer no ovário. Ela participou, em 1981, do filme Asa Branca, que contava a história de um jogador de futebol, desde o time pequeno da cidade ainda menor até a seleção brasileira. Ela fazia o papel da mãe de Asa, vivido por Edson Celulari.

Gostei muito do filme, de 1981. Me lembro de algumas cenas, uma delas era de Eva Wilma na máquina de costura.

O post é uma homenagem a uma grande brasileira. Juntamente com Eva Todos, Leila Diniz, Tônia Carrero, Norma Beguell, todas de braços dados, participaram da passeata dos Cem Mil, no Rio, contra a Ditadura Militar.

Descanse em paz, mulher de Carlos Zara, cunhada de Ricardo Zarattini e mãe de Asa Branca.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon