PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

Próximo treinador terá grupo desequilibrado, reforços baratos e safra ruim

Rui Costa, novo executivo de futebol do São Paulo - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Rui Costa, novo executivo de futebol do São Paulo Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

01/02/2021 16h29

O próximo treinador do São Paulo terá muitos problemas para resolver. E não terá muita ajuda da diretoria, que tem uma dívida assustadora nas costas.

1) O elenco é desequilibrado - Não há jogadores de velocidade, não há um grande marcador, não há um bom cobrador de faltas, não há um centroavante cabeceador.

3) Não há dinheiro para reforços de alto nível - O São Paulo buscará reforços do tipo bom e barato. Um jogador como Vina seria o top. A ideia é trabalhar com scouts e descobrir jovens que resolvam. Como o Corinthians fez com Léo Natel, Jonathan Cafu e Speedy Gonzales. (Estou sendo irônico, é bom avisar).

Safra ruim de Cotia - O sub-20 foi mal esse ano. Não passou das quartas em todos os campeonatos que disputou. Os melhores nomes são o atacante Galeano e os laterais Wellington e Patrick. É até injusto colocar neles muita responsabilidade.

É um desafio conseguir um grande técnico. E o escolhido terá um desafio ainda maior. Precisará de boa sintonia e bom trabalho com Rui Costa, o executivo de futebol.

-

Menon