PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

Tríplice coroa do Palmeiras fica mais distante

Rony e Kannemann disputam a bola na partida entre Palmeiras x Grêmio, pelo Brasileirão  - Marcello Zambrana/AGIF
Rony e Kannemann disputam a bola na partida entre Palmeiras x Grêmio, pelo Brasileirão Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

15/01/2021 23h43

O Palmeiras fez um ótimo primeiro tempo e poderia ir para o intervalo com uma vantagem maior que 1 x 0. Depois, cansou. O Grêmio foi para cima, empatou no final e poderia ter vencido.

Foi ruim para os dois. Não conseguiram uma aproximação maior do São Paulo, líder com 56 pontos. O Grêmio chegou a 50 e o Palmeiras pode chegar a 51, se vencer o jogo atrasado.

A boa notícia é que ambos enfrentarão o líder, o Palmeiras como visitante e o Grêmio como local.

Palmeiras e Grêmio decidirão a Copa do Brasil. Embora ainda possam vencer o Brasileiro, a maior possibilidade está na Copa.

O Palmeiras ainda tem a Libertadores. Pode vencer tudo. E também pode perder tudo, correndo o risco minino de ficar fora da zona de classificação da Libertadores. Mas é quase impossível.

Menon