PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

Vitória gigante do Santos. Do tamanho de Marinho

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

24/11/2020 21h41

Muitos jogadores afastados pelo Covid.

Goleiro inexperiente.

Altitude.

Acredito que a maioria dos torcedores do Santos aceitariam um empate em troca da não realização do jogo contra a LDU em Quito.

Esqueceram do Marinho.

O cara está jogando muito. Tem velocidade, passa bem, é inteligente e tem chute forte.

Fez o segundo gol do Santos, na vitória por 2 x 1. Encarou os zagueiros, sofreu pênalti e marcou.

O primeiro gol veio em grande jogada de Pará pela direita, com passe e conclusão de Soteldo, outro que joga muito.

A vitória poderia ter sido mais fácil não fosse um descuido. Aos 46 minutos do primeiro tempo, ganhando por 1 x 0, o Santos tinha falta a favor. Errou e permitiu o contra-ataque fatal e o gol que o bom goleiro John não conseguiu evitar.

A classificação está bem encaminhada.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon