PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

Thiago Neves "roubou" o Cruzeiro e quer "roubar" o Galo

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

18/09/2020 16h01

O futebol tem um linguajar próprio. Gírias e frases hiperbólicas que não significam exatamente o que foi dito e escrito.

Jogador que não se esforça, por exemplo, está "roubando" o clube.

Thiago Neves, com um comportamento antiprofissional, "roubou" o Cruzeiro. Antes de um jogo decisivo contra o CSA, pediu pagamento de atrasados (corretamente) e menosprezou o CSA, dizendo que a vitória seria fácil.

Perdeu um pênalti. O Cruzeiro foi derrotado por 1 x 0 e asfaltou a estrada para a Série A. Foi visto em festa e, antes, havia feito de tudo para derrubar Rogério Ceni, que colocou seu amigo Edilson no banco. Derrubou Ceni e o Cruzeiro também. Impiedosamente.

Foi para o Grêmio e teve seu contrato rescindido. Sem ele, o Grêmio perdeu um jogo e ele foi às redes sociais ironizar o clube.

Acertou com o Galo e foi rejeitado pela torcida.

Agora, quer 20 milhões, alegando que sofreu humilhação por ter o pré-contrato rescindido. Nota: nada foi assinado. Tentativa de "roubo". Como foi na década passada, quando assinou com o Palmeiras, recebeu luvas, desistiu e demorou para devolver a grana.

Thiago Neves está no Sport. Quando deixar o time, quem vai telefonar para ele, com uma oferta nova? Pode ser que a gravação seja gravada e Thiago Neves peça mais 20 milhões pela proposta que não se concretizou.

Thiago Neves está se transformando em um jogador "tóxico".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon