PUBLICIDADE
Topo

Menon

Um título muito importante para Luxemburgo

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

04/08/2020 13h27

O Linha de Passe perguntou aos colegas participantes se o título paulista seria mais importante para Luxemburgo ou Tiago Nunes.

E eu resolvi meter a minha colher. Primeiramente, para notar a importância de um título, mesmo sendo de um campeonato de menor importância. Mesmo os colegas que defendem o fim do Paulistão não responderam algo do tipo: "o título não é importante para nenhum deles, esse campeonato não vale nada".

Vale sim. E treinadores incendiados como Fernando Diniz deveriam saber disso. Desempenho não enche a barriga de ninguém.

Eu acho que o título é mais importante para Luxemburgo. Ele é, para muitos, o cabra marcado para morrer. Seu nome era tóxico. Quando havia alguma vaga, o nome de Toninho das Couves era citado na frente de Luxemburgo.

Quando ele assumiu o Vasco e conseguiu bons resultados, que agradaram a torcida, a crítica passou a ser pelo desempenho. Ele era obrigado a tirar chantilly de pedra.

Agora, no Palmeiras, chegou à final com a melhor campanha. E as críticas são pelo desempenho. Que não é bom, concordo. Agora, sim, dá indícios de recuperação.

Ganhar o Paulista será apenas um ponto a mais no currículo de Luxemburgo. Mas perder acarretará um dilúvio de críticas. Vai tirar sua tranquilidade para trabalhar.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon