PUBLICIDADE
Topo

Andrés, deixa Meu Timão em paz

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

11/06/2020 14h58

Andrés Sanches decidiu comprar - dentro da lei - o site Meu Timão. A oferta foi recusada e ele resolveu recorrer à Justiça. Argumenta que a palavra Timão pertence ao Corinthians e que o clube merece receber pelo uso da marca.

Há dois aspectos: o legal e o democrático.

Pela lei, não sei se o Corinthians tem direito. Não sei se a marca foi registrada. As torcidas organizadas pagam para usar o escudo corintiano? E os vários Corinthians espalhados pelo Brasil? E o Corinthians paga alguma coisa para o Corinthian Casual, time inglês?

Parece um tema intrincado. Com certeza, juristas importantes e de alto nível terão visões diferentes sobre o assunto.

Pelo lado democrático, eu considero um abuso. O site é independente e produz material de alto nível. Evidentemente, parece ser uma tentativa de calar um órgão de imprensa.

Andrés corre o risco de ouvir um grito forte, com duplo sentido. Deixe o meu Timão em paz

Menon