PUBLICIDADE
Topo

Fred, Diego e Filipe Luís dão um péssimo exemplo ao Brasil

Fred, do Fluminense, está fazendo viagem de bicicleta de Belo Horizonte ao Rio de Janeiro - Gustavo Lovalho | Sense Bike divulgação
Fred, do Fluminense, está fazendo viagem de bicicleta de Belo Horizonte ao Rio de Janeiro Imagem: Gustavo Lovalho | Sense Bike divulgação
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

04/06/2020 12h49

Fred está viajando de bicicleta de Belo Horizonte até o Rio, acompanhado de um preparador físico. Ao final do trajeto, vai se apresentar ao Fluminense. Durante, os torcedores poderão participar de um projeto virtual de arrecadação de cestas básicas que serão distribuídas a funcionários do clube e a moradores de comunidades carentes.

Tudo muito bonito. Humanitária e mercadologicamente falando.

Mas, e a pandemia?

Fred tem utilizado caminhos alternativos para evitar aglomerações. Ótimo, mas e o exemplo?

Como pessoa pública importante, como ídolo do esporte mais popular do mundo, como referência em um novo gigante brasileiro, o exemplo é que vale. E muita gente irá andar de bicicleta porque Fred andou. E sem tomar os cuidados que Fred tomou. É perigoso em um país que contabiliza 32 mil mortos. E contando.

Pior ainda são os exemplos de Diego, na praia, e de Filipe Luís em seu condomínio. Também com bicicleta. Com a família.

Impressionante como muitos grandes jogadores não tem noção de sua força. E de como podem dar bons exemplos à sociedade.

Poderiam dar muito mais à sociedade.

Menon