PUBLICIDADE
Topo

Antony é bom, somente bom, e não deve fazer falta

Antony e Alexandre Pato durante partida do São Paulo - Bruno Ulivieri/AGIF
Antony e Alexandre Pato durante partida do São Paulo Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

30/05/2020 17h17

Antony precisa se apresentar ao Ajax dia 1 de julho. Vai continuar curtindo a quarentena com Lorenzo, o filho, e não joga mais pelo São Paulo.

Se Pablo conseguir jogar 70% do que jogava no Furacão, Antony não fará falta. Aliás, Pablo + Antony + Pato + Bueno não engraxam a chuteira de Müller + Palhinha.

A torcida do São Paulo adora Antony. Um amor desproporcional ao que ele apresentou no profissional. Confundem sua participação na base, principalmente na segunda fase da Copinha-19, e adicionam a tudo uma grande pitada de reciprocidade, afinal Antony é são-paulino e está no clube há 11 anos.

Em campo, foram 52 jogos e 6 gols. Muito pouco, mesmo considerando que em muitos dos 52 jogos, saiu do banco

Canhoto e jogando pela direita, ele chega pouco ao fundo, para cruzar. Prefere o corte para dentro e o chute buscando o ângulo direito do goleiro. Em duas das vezes que foi ao fundo, fez assistências perfeitas para Igor Gomes. Talvez se repitam no Ajax. Igor Gomes, que é melhor, também deve sair em pouco tempo.

Se não funcionar a dupla Pablo e Pato, o São Paulo terá dificuldades. Ninguém sabe como Rojas estará, fisicamente falando.

E Helinho precisa romper sua timidez. Tecnicamente, é melhor que Antony, mas tem muito menos personalidade que o novo jogador do Ajax.

Menon