PUBLICIDADE
Topo

Igor Gomes sai. Carneiro volta. Triste realidade do São Paulo

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

02/04/2020 18h21

Duas declarações de Fernando Diniz escancaram a triste situação do São Paulo. E da maioria dos clubes brasileiros.

1) Posso dar nova chance a Carneiro. Vou conhecer melhor.

2) Por toda sua qualidade, é difícil que Igor Gomes continue com a gente por muitos tempo.

É a institucionalização da prática "vendemos o almoço para pagar o jantar".

Sai um jogador jovem, de futuro enorme e volta um outro, de poucas qualidades.

A volta de Carneiro não é certa, mas a saída de Igor, sim. Para a contratação de algum veterano.

E... não há o que fazer.

A transação de Igor Gomes significa a entrada de dinheiro suficiente para pagar a dívida do São Paulo. É o melhor a ser feito.

Pode ser o recomeço. Pode ser o início de uma reestruturação financeira que permita ao clube deixar de ser apenas um fornecedor de mão de obra barata para os europeus.

Menon