PUBLICIDADE
Topo

Menon


Menon: Luxemburgo é o melhor do Paulistão até agora

Willian e Vanderlei Luxemburgo durante o treino do Palmeiras na Academia de Futebol - Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Willian e Vanderlei Luxemburgo durante o treino do Palmeiras na Academia de Futebol Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

31/01/2020 15h07

Classificação e Jogos

São apenas três rodadas e a certeza de hoje pode ser o print comprometedor de amanhã. Os trabalhos estão começando, não há certeza de sucesso ou fracasso, mas algumas conclusões podem ser tiradas.

Luxemburgo é o melhor do Paulistão até agora. Havia uma desconfiança de como se comportaria. Seria o mesmo do Vasco, amarrado à muleta da "zona da confusão" ou seria alguém à altura das necessidades e sonhos verdes.

Ele chegou dando um chega pra lá na pecha de ultrapassado. Apostou no fim do brucutismo. Recuou Felipe Mello para a zaga (ganhando passe qualificado) e imaginou a dupla de volantes com Mateus Fernandes e Bruno Henrique. Mateus foi para a Europa e Bruno para o DM.

Luxa poderia retornar Felipe Mello ao meio, mas manteve sua ideia. Está jogando com Ramires, Gabriel Menino e Zé Rafael, em nova posição.

Além disso, deu chances ao garoto Verón e está fazendo Lucas Lima jogar muito bem.

Outras boas novidades do Paulistão, às vezes nem tão novas assim:

Boselli artilheiro, como não era com Carille.

Pitón, muita personalidade aos 17 anos.

Cantillo, pinta de craque.

William Trigode, confirmando o que se sabia: é fundamental.

Daniel Alves, com um futebol participativo, no desarme e na armação.

Bruno Alves e Arboleda, uma dupla fortíssima.

Raniel, mostrando um oportunismo que ninguém viu no São Paulo.

O que mais de bom vocês viram até agora no Paulistão? E no Brasil?

Menon