PUBLICIDADE
Topo

Menon


Rodrigo Santos atrapalha a Copinha

Grêmio comemora vitória sobre o Vasco nos pênaltis, após 1 a 1 no tempo normal; Rildo marcou - WILIAN OLIVEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Grêmio comemora vitória sobre o Vasco nos pênaltis, após 1 a 1 no tempo normal; Rildo marcou Imagem: WILIAN OLIVEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

18/01/2020 19h53

O jogo vale uma vaga na semifinal da Copinha, o campeonato mais importante até agora na vida destes garotos. O Grêmio eliminou o Vasco nos pênaltis. Um dos gols foi marcado por Diego Rosa.

Ele não estará na fase seguinte. Foi expulso por Rodrigo Santos.

O motivo?

Após seu importante gol, colocou o dedo indicador direito nós lábios. O gesto foi endereçado à torcida rival.

Que crime, não?

Levou o segundo amarelo e foi expulso.

Que tipo de futebol o Rodrigo Santos deseja ver? Jogadores de pebolim, totalmente estáticos, sem alma? Futebol sem provocação?

Duvido que algum jogador seria expulso em Copa do Mundo por um gesto assim.

Muita frescura.

Frescura também é o time do Vasco cobrando pênalti. Os jogadores imitam Neymar, mas não são Neymar. Caminham até a bola como cágados. Velocidade mínima e bola nas nuvens. Outro dia, foi Luan. Agora, o MT. E Caio Henrique atrasou para o goleiro.

O treinador Alexandre Grasseli precisa mudar esse tipo de cobrança.

Menon