Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
OpiniãoEsporte

Empate arrancado pelo Flamengo nos acréscimos tem muitos significados

O Flamengo era freguês do Athletico. Jogando no Paraná então, era derrota praticamente certa a cada visita. Mas isso mudou e o empate arrancado nos acréscimos neste domingo confirma a tese, basta observar o retrospecto.

Nos últimos oito jogos entre Flamengo e Athletico o time carioca venceu cinco, perdeu dois e empatou um. Nos quatro mais recentes em Curitiba, duas vitórias do Flamengo, uma do Athletico e esse empate por 1 a 1.

Uma mudança muito clara inciada em 2019. Apesar de vencer uma final de Copa do Brasil, o time da Gávea se dava muito mal entre 2013 e 2018. No período foram oito vitórias atleticanas contra cinco do time carioca e quatro empates.

Jogando em casa o Furacão tinha quatro triunfos e quatro empates. Zero derrota. De 2019 para cá o Flamengo venceu 11, inclusive uma final de Libertaores, perdeu quatro e empatou cinco. Como visitante, ganhou quatro, perdeu duas e empatou outras quatro.

Sinal da evolução e maior competitividade do Flamengo com elevados investimentos, claro. Mas esse espírito de luta demonstrado na busca pelo resultado até o minuto final também é novidade. Basta lembrar a passividade na derrota para o Palestino, apenas 40 dias antes.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Deixe seu comentário

Só para assinantes