Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
ReportagemEsporte

Prejuízo do Fluminense em 4 jogos no Maracanã supera meio milhão de reais

Fluminense 2 x 2 Bragantino, logo na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, atraiu 17.645 torcedores, 16.431 pagantes e renda de R$ 834.592,50. Resultado: prejuízo de R$ 313.134,79.

Só o item "despesas do estádio" foi maior do que todo o dinheiro deixado na bilheteria, R$ 882.364,11. Não pagaram 1.214 pessoas, entre os de cadeiras cativas, tribuna e "gratuidades por força de lei".

O jogo seguinte do Fluminense como mandante foi diante do Vasco. Sem acordo sobre o lado onde ficariam as torcidas, só 25.842 compareceram. Os visitantes tiveram uma pequena carga de ingressos.

Os 2.922 tíquetes destinados aos vascaínos no setor norte foram vendidos. O jogo teria, provavelmente, perto do dobro de presentes se as duas torcidas pudessem dividir o Maracanã.

Assim, 21.123 geraram renda de R$ 1.443.877,50 no duelo vencido pelo campeão da Libertadores por 2 a 1. As despesas bateram R$ 1.398.520,51, com um saldo de R$ 43.542,72.

Pouco, que certamente não cobre os custos do Fluminense na preparação para o clássico, como concentração, logística etc. Jogos com tão pouca gente em estádio tão grande e caro são problema.

Na rodada seguinte como mandante, os tricolores empataram com o Atlético Mineiro, mas em Cariacica (ES). Sábado passado, em nova partida no Maracanã, atraíram 21.037 ao duelo com o Juventude.

O empate em 1 a 1 irritou os torcedores. Já a renda certamente incomodou o financeiro: R$ 1.078,383,00, com despesas de R$ 1.227.721,83 e mais um prejuízo, desta vez de R$ 149.328,83.

Foram 2.094 não pagantes, ou seja, 18.943 compraram ingressos. Ao todo, os três compromissos do Fluminense como mandante no Rio de Janeiro no Brasileirão 2024 atraíram 64.524 torcedores.

Continua após a publicidade

Foram 56.497 pagantes. Média de 18.832 pagantes e 21.508 contando quem entrou de graça no Maracanã nessas partidas do time tricolor. Só nos torneios da CBF, prejuízo batendo R$ 418.920,90.

Se contarmos o jogo contra o Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil, piora. Na vitória por 2 a 0, 22.333 pessoas apareceram e 1.716 nada pagaram. Ao todo 20.617 deixaram R$ 1.041.453,50 nas bilheterias.

Faltaram R$ 164.650,51. Sim, esse foi o tamanho do prejuízo. Ao todo, o Fluminense, em quatro partidas pelas competições nacionais, teve um déficit de R$ 583.571,41. Mais de meio milhão de reais.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Deixe seu comentário

Só para assinantes