PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Mauro Cezar Pereira

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Fla não 'viu' atacante de R$ 700 milhões e Palmeiras ignorou valioso meia

Liverpool tirou Darwin Núñez do Benfica - Getty Images
Liverpool tirou Darwin Núñez do Benfica Imagem: Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

22/06/2022 12h09

Você sabia que Darwin Núñez enfrentou o Flamengo em 2019? Ele não brilhou nos duelos contra o então time de Abel Braga naquela fase de grupos. Participou de 64 minutos na vitória carbonera (1 a 0, gol de Lucas Viatri) no Maracanã e apenas no primeiro tempo no 0 a 0 em Montevidéu.

Independentemente dessas duas pelejas, o jovem de 1,88 metro ter sido ignorado pelo Flamengo e demais clubes brasileiros evidencia a miopia em relação aos talentos que surgem na América do Sul. Praticamente não há observação séria, profissional, de atletas promissores no continente. Mas um pequeno clube espanhol "viu" Núñez.

Depois daqueles jogos ele foi do Peñarol para o Almería por £11,7 milhões. E revendido ao Benfica por £35,1 milhões. Há poucas semanas seguiu para o Liverpool por £64 milhões. Já são £110,8 milhões (mais de R$ 700 milhões) movimentados em negociações desse atacante de 22 anos (contra o Flamengo tinha 19), que fará 23 domingo.

Quando o pequeno Almería o levou para a Espanha, o uruguaio tinha acabado de completar 20 anos. Clubes do Brasil deveriam identificar e contratar jogadores como ele aos 17, no máximo, como o Real Madrid fez com Vinícius Júnior e Rodrygo, por exemplo. Sempre haverá o risco de um fracasso, mas a possibilidade de sucesso técnico e financeiro também existirá.

Dois anos antes, em 2017, Nahitan Nández, meio-campista da seleção uruguaia, vestia a camisa do Peñarol nos duelos contra o Palmeiras pela Libertadores. Jogou os 180 minutos das duas pelajas, ambas vencidas pelo time paulista pelo mesmo placar: 3 a 2.

No duelo de Montevidéu muito se falou da briga protagonizada por Felipe Mello, da qual Nandez participou. Mas pouca atenção deram ao seu futebol, os dotes pugilisticos acabaram alcançando maior realce por aqui. Ele tinha 21 anos e já pertencia à seleção uruguaia desde a base.

No mesmo ano o Boca Juniors o contratou por 3,5 milhões de euros, para vender ao Cagliari em 2019 por 22 milhões de euros (as duas negociações beiram os R$ 140 milhões). Depois de dois títulos nacionais uruguaios, ele foi campeão argentino e hoje é o mais valorizado atleta do elenco italiano.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube