PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Maiores campeões da Copa do Brasil, Cruzeiro e Grêmio se reencontram na B

Jogadores do Cruzeiro e Grêmio em jogo de 2019: debandada depois da drástica queda dos dois clubes - Edson Vara/Lightpress/Cruzeiro
Jogadores do Cruzeiro e Grêmio em jogo de 2019: debandada depois da drástica queda dos dois clubes Imagem: Edson Vara/Lightpress/Cruzeiro
Conteúdo exclusivo para assinantes

Mauro Cezar

07/05/2022 04h00

São os dois maiores campeões da Copa do Brasil, o Cruzeiro com seis títulos e o Grêmio com cinco. Por sinal, fizeram a final em 1993, com o primeiro título do time Celeste. Também se cruzaram em 2016, quando os tricolores levaram a melhor na semifinal e ficaram com o troféu, batendo outro time de Belo Horizonte, o Atlético Mineiro, na decisão.

Os dois clubes, por sinal, faturaram o título do mata-mata nacional por três anos consecutivos, pois depois dessa conquista gremista, os cruzeirenses foram campeões do mesmo certame nas duas temporadas subsequentes. Sem falar no título da Libertadores dos gaúchos em 2017 e do bicampeonato celeste da Série A em 2013 e 2014.

Dos dos maiores clubes do futebol brasileiro estarão frente a frente neste domingo, no tradicional horário das 16 horas, mas não pelas competições acima citadas. O estádio do Mineirão receberá neste dia 8 de maio Cruzeiro x Grêmio, mas pela Série B, a segunda divisão do Campeonato Brasileiro de futebol profissional.

Os cruzeirenses estão por lá pelo terceiro ano consecutivo, depois de o clube ser devastado por administrações absolutamente desastrosas. Gastaram mais do que se arrecadava, montaram times fortes, vencedores, mas o preço foi alto. Quando a conta chegou, a crise financeira e, consequentemente, técnica bateu. Algo sem precedentes.

O Grêmio, ao contrário, marcou esse mesmo período da década passada pela gestão competente, economicamente equilibrado, uma espécie de modelo. Era capaz de contratar bons atletas, seguir competitivo e aparentemente sem sustos. Mas nada disso adianta quando a gestão do futebol é desastrosa, como foi no campeão gaúcho em 2020/2021.

Será estranho ver um Cruzeiro x Grêmio no domingo à tarde pela segundona, sim. Mas nenhum dos dois estará ali por acaso.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube