PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro Cezar: Fla tem pouca história na Libertadores, que Renato priorizou

Renato, técnico do Flamengo - Fernando Moreno/AGIF
Renato, técnico do Flamengo Imagem: Fernando Moreno/AGIF
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

27/09/2021 04h00

Nesta quarta-feira (29), o Flamengo fará uma das mais importantes partidas de sua história. O empate ou derrota por um gol garantem presença na final da Libertadores. E decidir o mais relevante certame do continente não é algo comum na história do clube de maior torcida no Brasil.

Sim, é fato que a classificação está muito próxima depois dos 2 a 0 sobre o Barcelona, no Maracanã. E se os rubro-negros fizerem um gol em Guayaquil, o time equatoriano terá que marcar quatro! Mas como chegar ao estádio Isidro Romero Carbo e sair de lá classificado?

Será preciso atuar bem. Os melhores jogadores deverão estar em condições para que o Flamengo não acrescente um novo item à sua lista de vexames e frustrações em competições sul-americanas.

A equipe equatoriana não perdeu em casa nessa Libertadores. Venceu, por exemplo, Boca Juniors, Santos, Vélez Sarsfield e eliminou o Fluminense. Não é pouco. E se abrir o placar, o jogo deverá ficar complicado. Os mais serão muito necessários para descomplicar.

O passado mostra que o Flamengo tem dois títulos do continente, mas passa longe de ser dos mais assíduos finalistas (veja lista abaixo). O Boca decidiu a Libertadores 11 vezes, o Peñarol 10! Entre os brasileiros, o São Paulo soma seis finais. Os rubro-negros, só duas.

O Flamengo precisa, sim, tomar todo cuidado possível. Para fazer história na Libertadores, marcar época e se aproximar dos maiorais dessa Copa tão desejada, algo que ficou faltando até nos anos de ouro da década de 1980.

Por isso, ao priorizar o jogo contra o Barcelona, não utilizando força máxima contra o América Mineiro, Renato Gaúcho Portaluppi acertou. Mas isso não significa que tenha passado o fim de semana sem errar.

O técnico levou a Belo Horizonte um time capaz de derrotar o conjunto americano. Mas para isso precisaria jogar mais. E o Flamengo vem jogando cada vez menos. Contra o Grêmio, uma semana antes, o treinador não poupou atletas e perdeu em atuação patética. É nítida a menor mobilização com Renato na Série A.

E há graves sinais. A saída de bola não existe mais. A pressão no campo adversário afrouxou, tornou-se menos intensa. A equipe parece sempre ansiosa por espaços para acelerar o jogo. Mas quais adversários o oferecem?

Então, quando o América subia a marcação na reposição de bola rubro-negra, Willian Arão lembrava um kicker de NFL. E tome chutão. Retrocesso, empobrecimento técnico e tático, seja com titulares ou reservas no gramado.

Algo que se acentua desde a chegada de Renato ao clube. Maquiado por jogos nos quais sua (praticamente única) estratégia funcionou e o talento dos jogadores levou a triunfos, com goleadas.

Quando o time não vence, esses novos problemas ficam mais claros, visíveis. E na noite de quarta-feira em Guayaquil, o Flamengo não poderá falhar. Por que ainda há muito a fazer para que ocupe posição de destaque na lista abaixo.

Presenças em finais de Libertadores

Títulos entre parênteses

Boca Juniors 11 (6)

Peñarol 10 (5)

Independiente 7 (7)

Olimpia 7 (3)

River Plate 6 (4)

São Paulo 6 (3)

Nacional 6 (3)

Estudiantes 5 (4)

Grêmio 5 (3)

Santos 5 (3)

Palmeiras 5 (2)

Cruzeiro 4 (2)

América de Cali 4 (0)

Internacional 3 (2)

Atlético Nacional 3 (2)

Flamengo 2 (2)

Colo-Colo 2 (1)

Cobreloa 2 (0)

Newell's Old Boys 2 (0)

Barcelona de Guayaquil 2 (0)

Deportivo Cáli 2 (0)

Racing 1 (1)

Argentinos Juniors 1 (1)

Vélez Sarsfield 1 (1)

Vasco da Gama 1 (1)

Once Caldas 1 (1)

LDU 1 (1)

Corinthians 1 (1)

Atlético Mineiro 1 (1)

San Lorenzo 1 (1)

Universitario 1 (0)

Unión Española 1 (0)

Universidad Católica 1 (0)

Sporting Cristal 1 (0)

Cruz Azul 1 (0)

São Caetano 1 (0)

Athletico 1 (0)

Fluminense 1 (0)

Chivas Guadalajara 1 (0)

Nacional de Assunção 1 (0)

Tigres 1 (0)

Lanús 1 (0)

Independiente del Valle 1 (0)

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL