PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro Cezar: A bola é um problema para Abel Ferreira, não para Roger Guedes

Roger Guedes celebra gol na vitória do Corinthians - Ettore Chiereguini/Ettore Chiereguini/AGIF
Roger Guedes celebra gol na vitória do Corinthians Imagem: Ettore Chiereguini/Ettore Chiereguini/AGIF
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

25/09/2021 21h09

O gol de Roger Guedes em bela trama iniciada por Renato Augusto, com passe de Giuliano, abriu o placar em Itaquera. Corinthians em vantagem, velho problema para o Palmeiras de Abel Ferreira, a bola.

Com o time da casa recuado para atrair o rival, os palmeirenses tiveram que assumir a responsabilidade sobre o jogo. E nada criavam. Foi assim durante boa parte do primeiro tempo, exceto pelo gol de Gabriel Menino, com a bola desviando justamente Roger Guedes.

Pouco antes do empate, o autor do primeiro tento da peleja ficou em impedimento no que seria o 2 a 0, na jogada rápida puxada por Willian que finalmente encaixou. Com o placar em igualdade, obviamente a posse voltou a ser do Corinthians, ante um Palmeiras burocrático.

A partida caminhava para terminar em igualdade quando Roger Guedes definiu em bela jogada individual e estupendo arremate. Na marcação, Gabriel Menino foi "menino", ofereceu o lado para o corte e o chute indefensável.

Fim do jejum do time corintiano, que não derrotava o rival desde a volta do futebol após a parada do início da pandemia. E a temporada palmeirense deverá ser colocada em jogo terça-feira, contra o Atlético, em Belo Horizonte, pela Libertadores.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL