PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Gabigol pede, joga, dá assistência, faz gols e caminha para os 100 pelo Fla

Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

08/05/2021 22h55

Na partida que apenas confirmou a classificação do Flamengo à final do Campeonato Carioca, Gabigol pediu para jogar e alcançou novas marcas importantes com a camisa do campeão brasileiro. Ele superou os 80 tentos pelo clube, exatos 81, em 112 jogos. Deu, ainda, sua 26ª assistência, ou seja, participação em 106 gols. Provavelmente chegará ao 100º como rubro-negro ainda em 2021.

Com 21 minutos o Flamengo vencia por 2 a 0. O Volta Redonda saia e cedia os mais generosos espaços e os rubro-negros simplesmente aproveitavam. Michael, com passe de Gabigol, e o próprio Gabriel Barbosa, em assistência de Pedro, colocaram a vantagem no placar entrando livres, diante do goleiro Andrey. Estava facílimo.

Sem Diego Alves, Rogério Ceni deixou Hugo no banco e escalou Gabriel Batista na meta. Titular em relação ao jogo mais recente, os 3 a 2 na LDU, só Gabigol, que pediu para jogar. Ele ainda ampliaria de pé direito e quase fez mais um. Pedro também teve grande chance em ótimo passe de Vitinho para Matheuzinho, que deu o passe ao artilheiro: no travessão!

Vitinho, em grande lançamento de Ramon, fez 4 a 0. O Voltaço, de ótima campanha no Estadual, se desmanchou nos dois jogos diante dos rubro-negros. O Flamengo perdia gols, mas não deixava se jogar com seriedade. E pressionando no ataque para recuperar a bola sempre que ela era do adversário. O Volta Redonda descontou com João Carlos, de pênalti: 4 a 1.

Gabigol saiu de campo, substituído por Everton Ribeiro, gesticulando como se estivesse irritado, mas era apenas uma brincadeira. O goleador abraçou Rogério Ceni e o Flamengo levou o placar até o final, utilizando os minutos restantes para dar chances a mais jovens da base. Neste domingo, Fluminense e Portuguesa duelam para que seja conhecido o outro finalista.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL