PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Flamengo desrespeita o clássico e leva castigo de um valente Vasco: 3 a 1

Leo Matos comemora 1° gol do Vasco - Thiago Ribeiro/AGIF
Leo Matos comemora 1° gol do Vasco Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

15/04/2021 20h59

"Ainda faltam 20 minutos". A frase de Gabigol ao final do tempo técnico do primeiro tempo, captada pelo microfone ambiente de transmissão de Flamengo 1 x 3 Vasco, resumiu o espírito rubro-negro no clássico, tratado pelos jogadores campeões brasileiros como se não fosse clássico. Não havia pressa, nada, como se a vitória fosse acontecer naturalmente.

Assim, com todos os seus problemas e limitações, o time vascaíno, levando o jogo muito a sério, como deve ser; proporcionou uma alegria ao sofrido torcedor. Um triunfo merecido com gols de Leo Matos e Germán Cano, ambos na etapa inicial, e Morato no segundo tempo, quando Vitinho descontou.

Como as chances de classificação do Vasco para a fase de mata-mata do Campeonato Carioca são pequenas e a equipe disputará a Série B, poderá ter sido o único clássico entre os dois rivais em 2021 - a outra competição na qual ainda podem se enfrentar é a Copa do Brasil.

A vitória espetacular pode não levar os vascaínos à fase decisiva do estadual, mas vale muito no duro momento vivido pelo clube, que não vencia o rival há quase cinco anos. Aos rubro-negros, fica o alerta, já que na terça-feira irão estrear na Libertadores contra o Vélez, na Argentina.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL