PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

Parecia 2019: Flamengo vira pra cima do Grêmio e sobrevive no Brasileirão

Jogadores do Flamengo comemoram gol - Fernando Alves/AGIF
Jogadores do Flamengo comemoram gol Imagem: Fernando Alves/AGIF
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

28/01/2021 22h02

No segundo tempo o Flamengo, que venceu o Grêmio por 4 a 2 na noite desta quinta-feira em Porto Alegre, teve momentos do time campeão, o time de 2019. Movimentação no ataque, Gabigol em grande jornada, chances criadas, perdidas (na verdade estamos em 2021) e convertidas, todas após o intervalo.

Durante a etapa inicial os dois times se alternavam no controle de posse de bola, hora maior do Flamengo, depois do Grêmio, mas o time carioca era mais perigoso. Disposto, Gabigol participava bem das jogadas, mas perdeu as chances que teve.

Arrascaeta fazia péssima partida e perdeu uma bola no ataque. Os jogadores gremistas trabalharam com enorme espaço a construção da jogada que resultou no gol de cabeça de Diego Souza. Uma situação óbvia, como o blog destacou na véspera da partida.

Rogério Ceni mudou o posicionamento dos homens de frente para a etapa final. Gabigol se movimentava por todos os lados partindo da direita, Bruno Henrique mais pelo meio depois de 45 minutos preso à ponta-esquerda e Arrascaeta, mais ligado, pela esquerda.

Deu certo, o time gaúcho foi amplamente dominado, os gols de Everton Ribeiro (passe de Gabriel), de Gabigol (belíssimo) e Arrascaeta (mais uma assistência do camisa 9) viraram rapidamente o placar. Diego Souza descontou de falta com a bola resvalando na pequena barreira montada por Hugo.

No final, Isla definiu o placar em passe de Vitinho quando os autores dos três primeiros tentos já haviam saído, substituídos. O Grêmio tomou a segunda virada em quatro dias (domingo perdeu por 2 a 1 para o Internacional) e o Flamengo, se adiante conseguir ser parecido com o do segundo tempo, poderá at'é ser campeão.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube