PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

Depois de voltar a vencer, Flamengo espera Palmeiras para duelo em Brasília

Arrascaeta comemora gol do Flamengo - Heber Gomes/AGIF
Arrascaeta comemora gol do Flamengo Imagem: Heber Gomes/AGIF
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

18/01/2021 22h05

Para o Flamengo, o importante era vencer, mas não apenas isso, também se mostrava urgente que fizesse uma atuação minimamente aceitável depois do 0 a 0 com o Fortaleza e das derrotas para Fluminense e Ceará. Assim, o time mais aguerrido, organizado e ofensivo chegou aos 3 a 0 sobre o Goiás, que recoloca o campeão brasileiro em clima mais ameno e confiante para seguir lutando pelo título.

Durante a semana, muitos torcedores do Flamengo protestaram em redes sociais por causa de uma informação que circulou, a de que, em treinamentos, Rogério Ceni testara Willian Arão na zaga. E pensaria na manutenção de César no gol. Contudo, as experiências feitas no Ninho do Urubu não significavam que essa seria a formação do time, se era uma possibilidade, ela não se confirmou.

O campo muito pesado, com a chuva indo e voltando, dificultava o toque de bola do Flamengo. O gramado do estádio da Serrinha acumulava água e era difícil conduzi-la. O Goiás procurava se defender, fechar os espaços e explorar seus dois centroavantes, mas Rafael Moura e, principalmente, Fernandão trabalhavam mais defensivamente, correndo e marcando os adversários do que lá na frente.

O domínio rubro-negro não se traduzia em finalizações e em duas Gabigol marcou, mas em ambas estava em impedimento. Chama, negativamente, a atenção como um atacante de tal calibre fica tantas vezes em situação irregular. Rafael Moura, por sua vez, perdeu a melhor oportunidade esmeraldina no primeiro tempo, quando cabeceou livre após escorregada de Rodrigo Caio, mas para fora.

Com alterações e um time mais leve, o Goiás voltou saindo mais para o jogo e os visitantes achavam mais espaços. Gabigol ampliou em passe de Bruno Henrique, que aproveitou escorregão de Fábio Sanches. Jogo resolvido. Ceni aproveitou para poupar a dupla que fez a jogada dos 2 a 0, pois ambos estão pendurados com dois cartões amarelos.

No fim, Pedro definiu após bola recuperada por Renê, que como ele saiu do banco. Vitória importante do Flamengo após três jogos sem triunfar, de Goiânia o time segue para Brasília, ali perto, onde esperará pelo Palmeiras, adversário de quinta-feira (21). Os dois times estão separados por apenas um ponto e o vencedor do duelo deverá se habilitar a seguir na luta pelo título.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube