PUBLICIDADE
Topo

Derrota feia no Chile: Renato Gaúcho precisa reconstruir o Grêmio campeão

Zampedri comemora o 1º gol da Católica - Elvis Gonzalez - Pool/Getty Images
Zampedri comemora o 1º gol da Católica Imagem: Elvis Gonzalez - Pool/Getty Images
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

16/09/2020 23h26

O Grêmio fez uma patética exibição na noite desta quarta-feira, no Chile, pela Libertadores. Perdeu por 2 a 0 para a Universidad Católica em partida que se terminasse em goleada não seria nada anormal. Mais uma peleja na qual o time treinado por Renato Gaúcho Portaluppi decepciona e não dá sinais de que vá reagir rapidamente.

Nos primeiros 45 minutos em Santiago, o Grêmio teve apenas 38% de posse de bola e não finalizou contra a meta da Universidad Católica. Não fossem as duas incríveis chances perdidas por Fernando Zampedri, o campeão gaúcho iria para o intervalo perdendo por 4 a 0. Como o centroavante aproveitou somente uma de suas três grandes chances na primeira etapa, o placar ficou na metade - César Pinares ampliou.

A inoperância ofensiva gremista e sua absurda vulnerabilidade defensiva fizeram do cotejo no Chile algo desesperador para o torcedor gremista. Até Geromel, em geral tão seguro, errou na origem do lance que deu a Zampedri sua primeira ótima oportunidade na partida. O camisa 9 parou em Vanderlei e o zagueiro saiu, lesionado naquela jogada. Rodrigues o substituiu e falhou no segundo tento da Católica.

Treinado por Ariel Holan, argentino campeão da Copa Sul-americana de 2017 com o Independiente, batendo o Flamengo na final, o time chileno seguiu com amplo domínio sobre a equipe de Renato Portaluppi na etapa final. Depois de perder em casa para o Sport, empatar com o Atlético Goianiense e vencer o Bahia, graças a um pênalti polêmico o Grêmio escapou da derrota para o Fortaleza na Arena (1 a 1).

Agora, nova derrota, desta vez na Libertadores, em atuação simplesmente medonha. O Grêmio campeão da América há três anos acabou. Resta saber se Renato será capaz de reconstruir o time. Até o momento, a obra sequer começou. A constrangedora exibição em Santiago não deixa dúvidas quanto a isso.

follow us on Twitter follow me on youtube follow me onfacebook follow us oninstagram follow me ongoogle plus

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL