PUBLICIDADE
Topo

Nos salários em carteira, Cruzeiro, na Série B, seria o 7º na 1ª divisão

O zagueiro Dedé ainda pertence ao Cruzeiro, que está na Série B - GettyImages
O zagueiro Dedé ainda pertence ao Cruzeiro, que está na Série B Imagem: GettyImages
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

19/05/2020 04h00

Em 27 de março o blog publicou o ranking das folhas de pagamento em CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) dos 20 clubes da Série A. Agora, temos a lista da segunda divisão, com o Cruzeiro disparado em primeiro: R$ 5 milhões mensais, o que o colocaria em sétimo lugar na Série A.

Somados, os seis clubes que aparecem entre segundo e sétimo lugares do ranking da Série B têm R$ 4,820 milhões de custo mensal em carteira de trabalho dos seus atletas. O clube mineiro rebaixado em 2019 desembolsa a cada mês mais de 83 vezes o gasto do Sampaio Correia.

Quando o blog publicou o ranking da Série A pela última vez em 2019, no dia 2 de outubro, os gastos cruzeirenses, já com saída de atletas e a crise se intensificando, eram R$ 2,6 milhões mais elevados, mesmo em queda. O clube reduziu cerca de um terço após o rebaixamento.

O direito de imagem pode ser até 40% da remuneração, ou seja, se um jogador que ganha R$ 10 mil pode embolsar cerca de R$ 4 mil por mês dessa maneira e outros R$ 6 mil como salários "na carteira" de trabalho. O levantamento foi feito pelo BR Contracts.

Série B 2020
Folhas de pagamento em CLT

Cruzeiro - R$ 5 milhões*/**
Chapecoense - R$ 1 milhão
Vitória - R$ 1 milhão
Avaí - R$ 920 mil
Ponte Preta - R$ 800 mil
Botafogo-SP - R$ 600 mil
América-MG - R$ 500 mil
CSA - R$ 500 mil
Figueirense - R$ 400 mil*
Oeste - R$ 400 mil
Paraná - R$ 400 mil
Náutico - R$ 350 mil
Br.Pelotas - R$ 300 mil*
CRB - R$ 300mil
Guarani - R$ 300mil
Juventude - R$ 200mil*
Cuiabá - R$ 200mil
Operário-PR - R$ 200mil
Confiança - R$ 100mil
Sampaio Corrêa - R$ 60mil

*sem treinador registrado
** alguns jogadores de 2019 fizeram acordo no Ministério do Trabalho, mas o valor do acordo não fora divulgado

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL