PUBLICIDADE
Topo

Adidas vai conversar com Flamengo antes de se pronunciar sobre atraso

Adidas divulgou em fevereiro o uniforme do Flamengo para a temporada 2020 - Twitter Adidas Brasil
Adidas divulgou em fevereiro o uniforme do Flamengo para a temporada 2020 Imagem: Twitter Adidas Brasil
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

06/04/2020 12h26

A Adidas não depositou na quarta-feira passada, dia 1º, uma das parcelas semestrais de R$ 8.862.875 que, por contrato, deve pagar ao Flamengo, que por ano recebe R$ 17.725.750,00 da Adidas. A notícia foi dada pelo site Globo Esporte e o blog apurou que a multinacional conversará com dirigentes do clube antes de se manifestar, o que deve acontecer entre esta segunda-feira e os próximos dias.

O caso está no altíssimo escalão da empresa alemã, informou uma fonte ao blog. Pessoas ligadas ao Flamengo minimizam: "Nada grave". Em entrevista ao canal Paparazzo Rubro-Negro, no YouTube, o presidente Rodolfo Landim deu um panorama.

"A gente trabalhava era com uma certa gordura, para qualquer eventual problema. A verdade é que a gente não tem noção de qual é o tamanho do impacto que essa pandemia vai ter. Óbvio que se tiver uma quebradeira geral, não só o Flamengo, mas todo mundo vai ter problemas. O clube deve estar tão ou mais preparado que qualquer outro time do Brasil. Agora, te dizer que a gente está preparado, aconteça o que acontecer, ninguém pode dizer isso nesse momento".

Mauro Cezar Pereira