PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Mauro Cezar Pereira


Bruno Henrique sem lesão séria foi melhor notícia para o Flamengo na Recopa

Atacante Bruno Henrique sai do campo de maca durante o comfronto Independiente del Valle - Alexandre Vidal/Flamengo
Atacante Bruno Henrique sai do campo de maca durante o comfronto Independiente del Valle Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

20/02/2020 02h38

Classificação e Jogos

O Flamengo não jogou para vencer. O Independiente Del Valle não mereceu perder. Mas perderia, não fosse a péssima arbitragem em Quito. No apito, o uruguaio Leodán González. No VAR, seu compatriota, Esteban Ostojich. Um desastre na altitude.

Um gol do Flamengo foi anulado e uma imagem pouco conclusiva rapidamente apresentada pela Conmebol na transmissão. No fim, um pênalti foi mal marcado quando o time brasileiro vencia, de virada, por 2 a 1, e mantido, mesmo após a revisão com vídeo.

Mas pelo que produziu o campeão brasileiro e da Libertadores não jogou bola para bater o vencedor da Copa Sul-americana, um conjunto organizado, que nunca dá chutão e capaz de criar muitas oportunidades. A equipe equatoriana pode dar muito trabalho no Maracanã.

No gol de empate, Bruno Henrique chocou-se com o goleiro Jorge Pinos e se lesionou enquanto, ainda assim, mandava a bola para as redes. A reação dele e de Arrascaeta, demonstrando preocupação, assustou. Mas os exames não constataram nada grave como parecia.

O Flamengo entrará em campo na quarta-feira de cinzas em igualdade de condições com o Independiente Del Valle. Se houver empates, uma prorrogação será disputada e, persistindo a igualdade, as duas equipes baterão pênaltis na disputa do troféu.

Claro que a taça vale, ainda mais para um Flamengo que precisa melhorar sua imagem nas competições internacionais. Mas entre o placar da peleja, mesmo se vencesse, e a boa notícia sobre Bruno Henrique, certamente muitos rubro-negros preferiram o alívio pelo jogador.

Mauro Cezar Pereira