PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Mauro Cezar Pereira


Mesmo fraca, média de gols do São Paulo de Diniz é a melhor desde 2019

Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

18/02/2020 04h00

Sábado, no Morumbi, o São Paulo perdeu grandes oportunidades de gol e não saiu do 0 a 0 com o Corinthians. Torcedores tricolores deixaram o estádio irritados com a falta de pontaria, problema que também afligia o Fluminense quando Fernando Diniz comandava o time carioca. Contudo, ele tem a melhor média entre os quatro treinadores que dirigiram os são-paulinos do ano passado para cá.

Levantamento (veja abaixo) feito por Alexandre Giesbrecht, do site Jogos do São Paulo, mostra que Diniz tem média fraca, inferior a um tento por partida. Mas os times escalados por seus três antecessores em 2019 foram ainda menos eficientes. E o pior de todos foi André Jardine. Ele e Vágner Mancini não chegaram a 0,90 gol por partida à frente do time tricolor no ano passado.

Se a falta de gols é um problema de Diniz desde seu clube anterior, nota-se que sua presença no São Paulo apenas reúne técnico e time com a mesma deficiência. Juntaram a fome com a vontade de comer. Falta transformar isso em apetite por gols.

Médias de gols*
Fernando Diniz 0,96
Cuca 0,92
Vágner Mancini 0,89
André Jardiine 0,87
*desde 2019

André Jardini,Vágner Mancini e Cuca tiveram médias ainda piores de gols

Mauro Cezar Pereira