PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Recopa sul-americana não entra no pacote da Globo e será exclusiva da ESPN

Jogadores do Palmeiras com o troféu do título da Recopa 2022 - GettyImages
Jogadores do Palmeiras com o troféu do título da Recopa 2022 Imagem: GettyImages
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

16/05/2022 15h00

Com Igor Siqueira

A Recopa sul-americana não voltará à TV aberta entre 2023 e 2026. O pacote comprado pela Globo para a Libertadores não contempla o confronto anual entre os campeões da Libertadores e da Sul-Americana.

O Grupo Disney, que arrematou o chamado Pacote B dos direitos de transmissão da Libertadores, é quem adquiriu a Recopa e poderá exibi-lo com exclusividade pela ESPN (em TV fechada) e por seu streaming Star+. O Grupo Viacom (Paramount+), que pegou o segundo pacote em fechada, não poderá passar a Recopa.

Na concorrência anterior dos direitos de TV, ciclo de 2019 a 2022, a Conmebol incluiu a Recopa no pacote da Copa Sul-Americana, como atrativo a mais de venda para um torneio que não despertava tanto o interesse. Não funcionou. Não houve negociação para a TV aberta e a DAZN, que adquiriu o pacote de fechada, rompeu o acordo em 2020.

Para que a Sul-Americana e a Recopa não ficassem sem transmissão para o Brasil, a confederação sul-americana de futebol criou a Conmebol TV, em parceria com a BandSports. É um canal pay-per-view que pode ser comprado somente por assinantes de algumas operadoras de TV a cabo (Sky, Claro e Directv GO) — e que será encerrado já que todos os pacotes do novo ciclo de transmissão foram vendidos.

Para 2023 a 2026, a Copa Sul-Americana foi totalmente negociada — o SBT levou para TV aberta, Disney e Viacom na fechada e o OneFootball ficou com os highlights, os melhores momentos que poderão passar com alguns minutos de atraso aos jogos ao vivo. Mas a Recopa não fazia, dessa vez, parte desse pacote.

A Conmebol e a empresa parceria na venda dos direitos, a FC Diez Media, colocaram a Recopa no Pacote B da Libertadores, o de TV fechada que tem prioridade na escolha das partidas a cada rodada. Na concorrência o Grupo Disney venceu. A empresa norte-americana também terá ao vivo a final da Libertadores, com a Viacom podendo apenas transmitir um VT horas depois.

Já em TV aberta, pelo contrato, a Globo terá que passar em TV aberta as finais em jogos únicos da Libertadores entre 2023 e 2026, mesmo que não haja brasileiros classificados.