PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Mundial: Fifa exige vacina e teste negativo de covid para atletas e torcida

Palmeiras ganhou a Libertadores e vai jogar o Mundial em Abu Dhabi - GettyImages
Palmeiras ganhou a Libertadores e vai jogar o Mundial em Abu Dhabi Imagem: GettyImages
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

03/01/2022 11h00

A Fifa definiu, com base nas regras sanitárias de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, que será necessário estar totalmente vacinado contra a covid-19 (duas doses ou dose única, a depender do laboratório) para entrar nos estádios que serão sedes do Mundial de Clubes, torneio que ocorrerá entre 3 e 12 de fevereiro no Oriente Médio. Também será preciso apresentar exame negativo RT-PCR para a doença.

Isso vale para qualquer pessoa que for acessar a arena, seja membros das delegações, da Fifa ou torcedores. A venda de ingressos começou neste domingo (2), inicialmente para portadores de cartões Visa, empresa parceira da Fifa. A partir do dia 7 a venda abre para o público geral, com preços que começam em R$ 28. Para a semifinal que o Palmeiras disputará em 8 de fevereiro, contra o vencedor de Monterrey (México) e Al Ahly (Egito), os preços variam de R$ 37 a R$ 303 — a final tem entradas a partir de R$ 75, até R$ 303. Compre aqui.

O brasileiro que quiser entrar em Abu Dhabi não precisa estar vacinado contra a covid-19 — o Brasil faz parte da "lista verde" que libera cidadãos a acessar sem quarentena. É preciso, entretanto, apresentar no embarque um teste negativo feito 48h antes da viagem e realizar outro no aeroporto, no momento da chegada. Mais um teste é necessário após seis dias no país.

Só que para entrar em qualquer área pública em Abu Dhabi, incluindo estádios, é preciso estar totalmente vacinado. A Fifa e o governo local também vão exigir teste RT-PCR negativo para a covid-19 feito até 96h antes do jogo que a pessoa pretende acompanhar in loco. Será obrigatório o uso de máscara para acessar e permanecer dentro das arenas.

Na edição 2020 do Mundial, que foi disputada em fevereiro de 2021 após adiamento causado pela pandemia, não houve venda de ingressos fora do Qatar, o país-sede. Somente residentes, portanto, puderam acompanhar os jogos. A edição 2021 também foi adiada em alguns meses, para fevereiro de 2022, porque a sede original, o Japão, desistiu de organizar a competição por causa da covid-19.

O Mundial de Clubes terá sete participantes: além de Palmeiras, Monterrey e Al Ahly jogarão em Abu Dhabi o Chelsea (Inglaterra), o Al Hilal (Arábia Saudita), o Al Jazira (representante do país-sede) e o AS Pirae, do Taiti, que ocupa a vaga do Auckland City (Nova Zelândia), que desistiu do torneio por causa da pandemia. Band e BandSports transmitirão o torneio.