PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Libertadores: lista vai proibir entrada de torcedores violentos no Uruguai

Palmeiras x Flamengo: a rota das caravanas até Montevidéu, há preocupação de confrontos entre os torcedores - Reprodução
Palmeiras x Flamengo: a rota das caravanas até Montevidéu, há preocupação de confrontos entre os torcedores Imagem: Reprodução
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

18/10/2021 12h00

O governo uruguaio solicitou às autoridades brasileiras e à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) uma lista de torcedores considerados violentos e que estejam proibidos de acompanhar jogos de futebol no estádio. Segundo o ministro do Interior do Uruguai, Luis Alberto Heber, eles não poderão entrar no país para acompanhar as finais das Copas Libertadores e Sul-Americana, em novembro.

O pedido será encaminhado às promotorias de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná, estados brasileiros dos times envolvidos nos jogos que serão em Montevidéu, e também às federações estaduais que mantêm listas atualizadas de pessoas proibidas pela Justiça de frequentar estádios por condutas violentas.

Há preocupação especial com o jogo de 27 de novembro, a decisão da Libertadores entre Palmeiras e Flamengo no estádio Centenário — um semana antes, dia 20, Athletico-PR e Red Bull Bragantino definem a Sul-Americana.

Como mostrou o colunista do UOL Esporte Mauro Cezar Pereira, trocas de mensagens entre torcedores alertaram para o risco de confrontos no trajeto das caravanas das torcidas, do Rio e de São Paulo até Montevidéu, mas também no Uruguai principalmente com fãs do Peñarol, clube que teve disputas recentes contra Palmeiras e Flamengo.

Se houver brigas entre torcedores do Flamengo e do Palmeiras antes, durante ou depois da final da Libertadores os clubes correm o risco de punição pela Comissão de Disciplina da Conmebol, apesar de a segurança da partida de 27 de novembro ser de responsabilidade da confederação.

Segundo o artigo 9 do Código de Disciplina da Conmebol, "as associações membros e os clubes são responsáveis pelo comportamento de seus jogadores, oficiais, membros, público presente, torcedores, assim como qualquer outra pessoa que exerça ou possa exercer algo em seu nome". Mesmo se a confusão ocorrer no deslocamento entre as torcidas, a quilômetros de Montevidéu, o artigo 9 poderia ser aplicado porque entraria no quesito de que a viagem se encaixa como parte da organização da partida.

A punição é variável e depende da gravidade do ocorrido. Uma multa, por exemplo, vai de US$ 100 a US$ 400 mil e as punições esportivas podem ir desde jogar com portões fechados um número determinado de partidas até a proibição de disputar uma competição futura — normalmente punições por briga de torcedores resultam em portões fechados e multa.