PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Final Brasil x Argentina terá público de mais de 5 mil pessoas no Maracanã

Maracanã terá torcida na final da Copa América de sábado - Divulgação
Maracanã terá torcida na final da Copa América de sábado Imagem: Divulgação
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

09/07/2021 15h36

A final da Copa América entre Brasil x Argentina neste sábado (10), no Maracanã, terá cerca de 5,5 mil pessoas presentes, como convidadas. A Conmebol confirmou que cada finalista terá direito a 2,2 mil credenciais (a entidade evita usar o termo ingresso porque não haverá venda), ou seja, um total de 4,4 mil pessoas somente para os escolhidos da CBF e da AFA (Associação de Futebol da Argentina). O restante, aproximadamente 1,1 mil convites, será distribuído pela confederação sul-americana e patrocinadores.

Os torcedores do Brasil ficarão na Tribuna Norte, atrás de um dos gols, à esquerda das cabines, e usado tradicionalmente pela torcida do Flamengo. Os argentinos ficarão na Tribuna Sul, à direita das cabines e setor dos torcedores do Fluminense — os dois clubes dividem a administração do Maracanã.

Os convidados da Conmebol devem ficar no setor oeste, o mesmo usado para a maioria dos 5 mil presentes na final da Libertadores entre Palmeiras e Santos, em janeiro, e que gerou aglomeração. Dessa vez, a Conmebol, para conseguir autorização da Secretaria de Saúde do Rio para liberar a presença de público no meio da pandemia prometeu usar mais setores do estádio para distribuir os convidados.

A prefeitura do Rio liberou na manhã desta sexta-feira o uso de 10% da capacidade do Maracanã para os convidados da Conmebol e das associações, cerca de 7 mil assentos. A negociação com o governo do Rio foi feita pelo presidente da confederação, Alejandro Dominguez, atropelando a CBF e o governo federal que não sabiam da tratativa até o seu final.

A medida é vista como resultado de uma pressão da AFA para atender torcida que está vindo de Buenos Aires. Há previsão de voos fretados do país para a decisão, com até 500 pessoas, como mostrou o jornalista Rodrigo Mattos em sua coluna. Os convites reservados para a AFA serão retirados no Consulado da Argentina no Rio, já os reservados para o Brasil no Maracanãzinho.

Será necessário apresentar um teste RT-PCR negativo, feito até 48 horas antes do jogo (que começa 21h), para entrar no estádio e uso de máscara o tempo todo em qualquer área do Maracanã. Também está no protocolo o distanciamento de até 2 metros entre os assentos, o que, como foi visto na final da Libertadores, será impossível de ser cumprido.