PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Santos deixa de ganhar quase R$ 1 milhão com multas no fim da Libertadores

Alison, volante do Santos, durante partida contra o Boca Juniors pela semifinal da Copa Libertadores na Vila Belmiro - Ivan Storti
Alison, volante do Santos, durante partida contra o Boca Juniors pela semifinal da Copa Libertadores na Vila Belmiro Imagem: Ivan Storti
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

24/02/2021 11h20

O Santos deixou de ganhar R$ 982 mil em cotas da Libertadores por multas aplicadas pelo Tribunal de Disciplina da Conmebol ao clube e ao técnico Cuca apenas na reta final da competição.

As últimas sanções foram por problemas ocorridos na vitória por 3 a 0 sobre o Boca Juniors, pela semifinal realizada na Vila Belmiro em 13 de janeiro: duas, já recorrentes, foram por atraso na entrada ao campo, infração responsabilizada ao treinador do time, e por deixar visível publicidade que não a dos patrocinadores oficiais do campeonato.

Também houve multas por situações nos jogos contra LDU, pelas oitavas de final, e Grêmio, nas quartas. O Santos foi o clube mais punido pela Conmebol a partir do mata-mata da Libertadores.

No confronto contra o Boca, a Conmebol impôs também uma multa salgada de US$ 44,1 mil (R$ 240 mil) por entender que o Santos não adotou as medidas de segurança adequadas para a realização da partida, que não teve público presente como em quase todos os jogos do torneio pós-pandemia.

O tribunal utilizou os artigos 9 e 10 do Código Disciplinar para a punição, que dizem que problemas causados por terceiros são de responsabilidade dos clubes. O teor do documento usado pelo tribunal para aplicar a sanção, assinado pelo árbitro e pelo delegado do jogo, não é divulgado. O valor da multa já foi aplicado com o desconto de 30% que a Conmebol criou em 2020 para minimizar perdas financeiras dos clubes durante a pandemia.

A Conmebol retira o valor das multas da cota que paga aos clubes por cada fase alcançada — em casos de punições superiores a US$ 15 mil é possível recorrer aos Comitê de Apelações, mas é raro que esse grupo altere qualquer decisão tomada pelo Tribunal de Disciplina.

O Santos somou um total de US$ 13,5 milhões (R$ 73,4 mi) em cotas pelo vice-campeonato — perdeu por 1 a 0 para o Palmeiras a final única em 30 de janeiro. Somente pela final foram US$ 6 milhões (R$ 32,5 mi). O clube estará na edição 2021 entrando na segunda fase eliminatória, conhecida no Brasil como "pré Libertadores", e vai enfrentar o Deportivo Lara, da Venezuela, nesta etapa.