PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

Neymar deixa de levar bônus de R$ 18 milhões ao perder prêmio "The Best"

Neymar comemora gol sobre o Istanbul pela Liga dos Campeões 2020/2021 - FRANCK FIFE / AFP
Neymar comemora gol sobre o Istanbul pela Liga dos Campeões 2020/2021 Imagem: FRANCK FIFE / AFP
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

11/12/2020 13h57

Desde que foi contratado pelo PSG, em agosto de 2017, esta é a terceira vez que Neymar não consegue ser indicado como um dos três finalistas do prêmio de melhor jogador do mundo que a Fifa dá — Messi, Cristiano Ronaldo e Lewandowski foram anunciados nesta sexta-feira (11). E, pelo terceiro ano seguido, o brasileiro deixa de ganhar bônus milionário que consta em seu contrato caso recebesse a premiação.

O valor de 3 milhões de euros (R$ 18 milhões) é um das bonificações que constam no acordo do jogador e um dos gatilhos que podem fazer seu salário anual chegar a 40 milhões de euros (R$ 243 milhões) no clube francês.

No contrato de Neymar com o PSG, por exigências da legislação francesa, não há pagamento por direito de imagem, comum em outros países, como o Brasil. Por mês, segundo informações levantadas pelo site "Football Leaks", que costuma ter acesso a contratos de jogadores, Neymar recebe 3,069 milhões de euros (R$ 18,7 milhões).

Não há bônus por desempenho na seleção brasileira, ou em Copa do Mundo, por exemplo. Os gatilhos são mesmo por desempenho do atleta com a camisa do PSG. É um acordo diferente do último assinado por Neymar no Barcelona, antes de deixar o clube espanhol em 2017, que não previa mais bonificações por metas e sim um fixo anual, com reajustes.

A divulgação dos nomes dos finalistas ao prêmio de melhor jogador do mundo, nesta sexta, gerou protestos em redes sociais, principalmente de brasileiros que esperavam ver Neymar entre os três. O PSG foi vice-campeão europeu este ano, perdendo a final para o Bayern de Munique do atacante polonês Lewandowski que, mesmo tendo os astros Messi e Cristiano Ronaldo na disputa, é considerado favorito por especialistas.

Neymar esteve entre os dez semifinalistas, que são escolhidos por um painel de ex-jogadores, dirigentes e jornalistas indicados pela Fifa. A partir daí a votação é aberta a técnicos e capitães das 211 seleções filiadas à Fifa, a jornalistas e a torcedores por meio do site da Fifa. O goleiro brasileiro Alisson, do Liverpool, disputa com Neuer, do Bayern de Munique, e com Oblak, do Atlético de Madri, o prêmio de melhor de sua posição.

No contrato de Neymar com o PSG, por exigências da legislação francesa, não há pagamento por direito de imagem, comum em outros países, como o Brasil. Por mês, segundo informações levantadas pelo site "Football Leaks", que costuma ter acesso a contratos de jogadores, Neymar recebe 3,069 milhões de euros (R$ 13,3 milhões)... - Veja mais em https://marcelrizzo.blogosfera.uol.com.br/2018/07/25/fora-do-melhor-do-mundo-neymar-perde-chance-de-bonus-milionario-do-psg/?cmpid=copiaecol