PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

Após ignorar Fortaleza, Flamengo paga multa rescisória de Rogério Ceni

Rogério Ceni é apresentado como novo técnico do Flamengo - Alexandre Vidal / Flamengo
Rogério Ceni é apresentado como novo técnico do Flamengo Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

11/11/2020 10h22

O Fortaleza já recebeu o valor integral da multa rescisória de Rogério Ceni. O pagamento, confirmado pelo clube cearense, foi feito pelo técnico, com repasse do Flamengo, que encerrou o contrato com prazo até o fim de fevereiro de 2021 ao aceitar a proposta da equipe carioca.

O valor, de cerca de R$ 960 mil, era referente ao que o profissional tinha a receber até o fim do acordo. Inicialmente o contrato de Ceni era até dezembro de 2020, mas com a mudança do calendário por causa da Covid-19, que estendeu a temporada até fevereiro de 2021, houve um aditivo no contrato do treinador até o término do Campeonato Brasileiro.

Apesar de pago pelo treinador, que é o profissional que rescindiu o acordo, o valor saiu da conta do Flamengo, clube contratante como é de praxe nessas negociações. Rogério Ceni assinou com a agremiação do Rio até dezembro de 2021 e já foi apresentado nesta terça-feira (10).

A negociação entre Flamengo e Ceni começou na noite de domingo (8), após o time carioca perder por 4 a 0 para o Atlético-MG. A diretoria flamenguista entendeu que Ceni era a melhor opção e, por meio de uma pessoa que trabalha com o treinador, sondou se havia interesse dele assumir agora.

Houve sinal positivo, mas como o blog revelou Ceni fez dois pedidos para negociar oficialmente: que Domènec Torrent já tivesse saído e que o Fortaleza fosse avisado e a multa rescisória paga.

A primeira exigência foi feita e na manhã de segunda-feira pela manhã Dome foi demitido. A segunda, porém, coube a Ceni. Ele precisou falar com o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, que ficou chateado com a direção flamenguista, com quem acreditava ter boa relação.

À tarde o presidente do Fla, Rodolfo Landim, ligou para Paz e se desculpou por não ter comunicado antes sobre o interesse em Ceni. Nesse contato também foi avisado que a multa seria paga imediatamente. O aceno faz parte também de um movimento flamenguista de evitar conflitos após um ano em que teve atritos por posições discordantes de outras equipes como, por exemplo, o retorno de público aos estádios antes no Rio de Janeiro ou o apoio à MP do Mandante, que deu ao clube dono da casa os direitos de transmissão do jogo.

O valor que o Fortaleza receberá pela rescisão ajudará em momento de queda de receita por causa da pandemia. O clube projetou um orçamento de R$ 109 milhões para 2020, com R$ 34,8 milhões apenas no futebol, mas houve diminuição de ganhos com a Covid-19, principalmente com a não venda de ingressos para as partidas que continuam com portões fechados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.