Juca Kfouri

Juca Kfouri

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Opinião

O Majestoso com cara tricolor na casa alvinegra

O jogo mais tradicional deste domingo no Brasileirão será disputado em Itaquera, entre Corinthians e São Paulo, o Majestoso, edição 361, às 16 horas, com transmissão da Globo e do Premiere.

O São Paulo é freguês do Corinthians que já o venceu 133 vezes e perdeu 112, diferença abissal.

Mas no Campeonato Brasileiro a diferença não é tão grande, é de apenas quatro jogos: 23 vitórias alvinegras, 19 tricolores e nada menos que 30 empates!

Pois se neste domingo houver o 31º o corintiano ficará feliz, porque não só o time vive péssimo momento como ainda estará despedaçado em campo, sem meia-dúzia de jogadores que usaria se pudesse: Félix Torres e Romero estão nas seleções do Equador e do Paraguai; Garro e Gustavo Henrique estão suspensos; e Fagner e Pedro Henrique estão machucados.

Com o que a defesa deverá jogar com o ótimo goleiro Carlos Miguel (sabe-se lá como será recebido), o fraco Matheuzinho, o ainda em teste Cacá, o jovem Caetano e o também fraco Hugo.

No meio de campo estarão o cumpridor Raniele, o garoto Bidon e a incógnita Igor Coronado.

E o ataque deverá ter o irregular Mosquito, o esforçado goleador Yuri Alberto e a esperança Wesley.

Moscardo estará à disposição do desamparado treinador português António Oliveira

Parece pouco para fazer frente ao São Paulo que está há 11 jogos sem derrota sob o comando do argentino Luis Zubeldia, tem oito pontos a mais que o rival com o mesmo número de jogos e na briga pelo G4, enquanto o Corinthians luta para não voltar à ZR.

Continua após a publicidade

É claro que clássico é clássico e vice-versa, além de ser meio tradicional, entre os dois, quando um está muito pior acabar surpreendendo.

O clube do Morumbi não terá quatro jogadores que estão na Copa América, embora um, o colombiano James Rodríguez não conte.

Os demais sim: o goleiro Rafael, o zagueiro venezuelano Ferraresi e o volante paraguaio Bobadilla.

Rafinha e Pablo Maia se recuperam de situações complicadas e já estão fora faz tempo.

A provável escalação passa por Jandrei, Igor Vinicius, Arboleda, Alan Franco e Wellington, uma defesa entrosada e que, tirante o goleiro, muito mais bem servida que a corintiana.

Do meio de campo para frente, com Luiz Gustavo, Alisson, Nestor, Lucas Moura, Luciano e Calleri a diferença é também muito grande.

Continua após a publicidade

Além do mais o São Paulo quebrou a escrita de não vencer na casa alvinegra em janeiro passado e volta agora para buscar a segunda vitória seguida.

Fosse no Morumbi e talvez o Corinthians se desse melhor, porque o São Paulo seria capaz de entrar em campo muito confiante.

Em Itaquera, só com a Fiel para atazanar, ninguém entra desconcentrado.

Em 2007, ano em que o Corinthians caiu, na casa tricolor, pelo segundo turno, e diante de 38 mil torcedores, Betão deu a vitória aos visitantes aos 86 minutos de jogo.

Para não falar da célebre partida, no Pacaembu, com mais de 39 mil torcedores, em 1967, quando o São Paulo vencia até o 89º minuto para ser campeão paulista, depois de dez anos de fila, e Benê empatou 1 a 1, resultado que forçou o desempate entre São Paulo e o Santos do Rei Pelé, que sagrou-se campeão.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Deixe seu comentário

Só para assinantes