Juca Kfouri

Juca Kfouri

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Reportagem

Flamengo alternativo também é muito forte

O time alternativo do Flamengo, sem alternativa porque com cinco jogadores na Copa América, ainda perdeu Cebolinha e Igor Jesus, aos 24 e 29 minutos, trocados por Bruno Henrique e Luiz Araújo — porque o rubro-negro pode não ter alternativa, mas tem dinheiro e banco.

O primeiro tempo ia monótono no Maracanã porque o Grêmio ficaria muito feliz com o empate.

Mas Luiz Araújo não e foi o autor dos dois melhores lances dos 45 minutos iniciais: aos 39, chutou na trave e, aos 42, marcou um golaço de esquerda para estufar a rede gremista: 1 a 0.

No segundo tempo, logo aos 6 minutos, o assoprador de apito caiu na simulação de Bruno Henrique e marcou pênalti inexistente de Kannemann, corrigido pelo VAR.

Aos 14, David Luiz faria outro golaço de cabeça, mas havia um travessão no caminho. Só dava Flamengo.

Renato Portaluppi sacou Pavón, que saiu cuspindo marimbondo, e pôs Nathan Fernandes em seu lugar.

De nada adiantou.

Em belíssimo contra-ataque, Luiz Araújo completou jogada entre Lorran e Pedro e ampliou: 2 a 0.

O jogo estava liquidado, restava saber o placar final.

Continua após a publicidade

Edenilson mexeu nele, para 1 a 2, no último segundo, diante de quase 52 mil torcedores.

O Flamengo lidera.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Deixe seu comentário

Só para assinantes