Casagrande

Casagrande

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
OpiniãoEsporte

Há algo de podre no reino do Corinthians

Neste domingo (16), o Corinthians, em uma crise existencial gigantesca, recebe o São Paulo de Luis Zubeldía. Entre laranjas, notas fiscais frias, saída de patrocinador, péssimos resultados, abandono de diretores, investigação policial e com seu time fraco que não pode perder de forma alguma, o Corinthians segue em seu calvário.

Duilio Monteiro Alves, com suas tentativas de explicações sem pé nem cabeça sobre a destruição moral que fez no clube junto com Augusto Melo e suas falácias, vivendo em um universo paralelo, estão levando o clube para o poço mais fundo possível. Eu não entendo porque não se abre uma investigação profunda sobre a gestão de Duilio, pois há diversas coisas suspeitas além das notas fiscais frias.

Precisa-se explicar porque vendeu diversos jogadores jovens por valores irrisórios, alguns saíram de graça. Qual foi a intenção real para baixar o valor da multa rescisória de 50 milhões de euros para 4 milhões no contrato do goleiro Carlos Miguel? Por que a facilitação no contrato para a saída do Roger Guedes? Qual o motivo de todos os jogadores medianos que chegam ao Corinthians terem um valor de contrato altíssimo, mesmo sem serem da primeira prateleira do futebol sul-americano e mundial?

Na minha visão, tudo isso é lesar o clube, e por qual motivo um presidente faria isso? Não estou acusando Duilio de nada, mas todo esse movimento contrário aos interesses do clube gera muitas suspeitas. Esse caso das notas fiscais da sua gestão precisa ser investigado com muita profundidade, pois essa primeira explicação dada por ele só pode ser uma piada de mau gosto.

Eu acho que todo esse movimento da tentativa de impeachment que a oposição está criando serve para tirar o foco do que eles fizeram de errado financeiramente, prejudicando o clube. A gestão de Duilio Monteiro Alves é muito estranha e suspeita e precisa ter uma investigação séria. Assim como já estão fazendo no caso da laranja, em breve irão chegar à pessoa ou às pessoas que ficaram com essa comissão através do caminho que esse dinheiro fez.

Romeu Tuma Jr. (Tuminha), presidente do Conselho Deliberativo do Corinthians, disse que todos os envolvidos nesse caso foram convidados pela Comissão de Justiça para prestarem esclarecimento, mas cada um usou uma desculpa diferente e ninguém apareceu. Sem dúvida alguma, há "algo de podre no reino da Dinamarca" (Hamlet). Concordo com o jornalista Juca Kfouri quando escreveu e falou no Casão Pod Tudo que o Corinthians deveria ter uma interdição judicial e se investigassem todos os documentos, contratos e negociações, pelo menos da gestão de Duilio até essa de Augusto.

Pessoas de fora que não têm nenhum envolvimento com os laços políticos internos do clube fariam uma limpeza geral administrativa e, sem dúvida alguma, descobririam muitas coisas que prejudicaram o Corinthians nos últimos anos. É inadmissível que um clube como o Corinthians tenha uma dívida gigantesca de 2 bilhões, sendo que Duílio Monteiro Alves falou durante três anos que estava diminuindo essa dívida na maior cara de pau.

Me parece que não existiu e nem existe uma só verdade saindo de dentro do clube, e o que mais se precisa fazer é ir em busca de desmascarar os mentirosos. Para fazerem isso com o Corinthians, não podem se dizer e nem serem chamados de corintianos. Esses caras não torcem pelo clube, pois quem ama o Corinthians jamais faria algum mal para ele. Vicente Matheus tinha vários defeitos, mas era corintiano de verdade e nunca tirou dinheiro do clube, só colocou do seu bolso para contratar jogadores até formar o time de 1977, que quebrou o tabu de 23 anos sem títulos e que depois seria novamente campeão em 1979.

Esses caras não querem fazer o Corinthians ser campeão de nada, a não ser do clube com maior dívida do Brasil.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Deixe seu comentário

Só para assinantes