PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Bolívia Zica


Pedro e Michael vão vingar? Relembre quem foram as revelações da década

Pedro comemora gol pelo Flamengo em virada sobre o Resende - Thiago Ribeiro/AGIF
Pedro comemora gol pelo Flamengo em virada sobre o Resende Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
Bolívia Zica

Jornalista de formação, amante do futebol por paixão e corneteiro por vocação. Apresentador do canal Desimpedidos. Comanda o Bolívia Talk Show.

Colunista do UOL

21/02/2020 17h02

No banco do Flamengo estão as duas últimas revelações do Campeonato Brasileiro. Pedro, atacante premiado em 2018, e Michael, vencedor no ano passado, são muito bons tecnicamente e têm tudo para estourar. Ou não.

De acordo com as estatísticas, são poucas as revelações que confirmam as expectativas e veem sua carreira decolar. Na última década, por exemplo, apenas dois jogadores chegaram a grandes clubes da Europa e a um lugar de destaque na Seleção Brasileira: Gabriel Jesus e Arthur.

2009 - Fernandinho (Barueri)

Voltou a ser destaque no Grêmio campeão da Libertadores 2017, fazendo até um golaço na final. Passou discretamente e sem títulos por São Paulo, Al Jazira, Atlético Mineiro, Verona e Flamengo. Hoje está jogando na China.

2010 - Bruno César (Santo André)

Jogou muito no Santo André e começou bem no Corinthians, onde virou o Chuta-Chuta, mas deixou o clube após muitas críticas. Jogou em três times portugueses e chegou a ter bons momentos atuando pelo Sporting. No Palmeiras, ganhou o apelido de Bruno Cheddar pelo porte físico. Está encostado no Vasco.

2011 - Wellington Nem (Fluminense)

Foi para a Ucrânia e só voltou por empréstimo para São Paulo e Fluminense, fazendo um único golzinho por cada Tricolor.

2012 - Bernard (Atlético Mineiro)

Outro que foi para o Shaktar e sumiu da Seleção. "Alegria nas pernas" entrou na roubada do 7 a 1 e o resultado ninguém gosta de lembrar. Atualmente defende o Everton.

2013 - Marcelo Cirino (Athletico Paranaense)

Não repetiu no Flamengo e no Internacional o bom futebol do começo. Anos se passaram, foi para o Catar, e na sua volta ao Furacão ajudou o time a conquistar a Sul-Americana e a Copa do Brasil. Hoje joga no mesmo time de Fernandinho na China.

2014 - Erik (Goiás)

Foi comprado pelo Palmeiras e nunca rendeu. Emprestado ao Atlético Mineiro, teve passagem discreta. No Botafogo jogou bem. Agora segue emprestado ao Yokohama Marinos do Japão.

2015 - Gabriel Jesus (Palmeiras)

Se não virou o novo Ronaldo como muitos pensaram, continua valorizado na Europa jogando pelo Manchester City de Guardiola e é nome constante na Seleção Brasileira.

2016 - Vitor Bueno (Santos)

O meia surgiu muito bem no Peixe, foi jogar no Dínamo de Kiev e agora tenta voltar a ser destaque no São Paulo.

2017 - Arthur (Grêmio)

Dominou o meio-campo gremista no tri da Libertadores e chegou ao Barça com status de novo Xavi. Criticado pela torcida, vem recuperando o bom futebol aos poucos. Tem moral com Tite.

Resolvi fazer uma pesquisa no Twitter para saber o que o povo espera dos dois atacantes do Flamengo. A maioria bota fé nos reforços. Eu considero o Pedro mais jogador e mais preparado. E você?

Bolívia Zica