PUBLICIDADE
Topo

Destaque do São Paulo em 2018, Everton deve ter mais oportunidade com Diniz

Everton, meia-atacante do São Paulo - Rubens Chiri/saopaulofc.net
Everton, meia-atacante do São Paulo Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

04/07/2020 04h00

Classificação e Jogos

Apresentado como reforço de peso em 2018, Everton disputou apenas cinco partidas das 12 que o São Paulo jogou neste ano. A tendência, porém, é de o meia-atacante ter mais oportunidades na equipe de Fernando Diniz neste segundo semestre. Como o Tricolor paulista vai participar do Paulistão, da Copa do Brasil, do Campeonato Brasileiro e da Libertadores, o treinador promoverá mais mudanças na escalação e, assim, o camisa 22 pode ser mais utilizado.

Quando iniciou sua trajetória no São Paulo, com Diego Aguirre como técnico, ele chegou a ser considerado o melhor jogador do Campeonato Brasileiro e ajudou o time a ficar na liderança na tabela de classificação. Porém, uma sequência de lesões atrapalhou o jogador a manter o ritmo.

Neste ano, Everton ainda não balançou as redes, sendo que ele foi titular apenas no duelo contra o Botafogo-SP pelo Estadual, quando Diniz poupou o time principal.

Na época em que as competições foram paralisadas por causa da pandemia do novo coronavírus, Everton já apresentava um rendimento físico nos treinamentos parecido com o dos demais jogadores do elenco, restava adquirir o ritmo de jogo — algo que poderá ser obtido na sequência da temporada.

Com a saída de Antony, que foi negociado para o Ajax-HOL, Everton também pode surgir como opção para o ataque. Desta maneira, o jogador poderia disputar posição no trio ofensivo com Vítor Bueno, Alexandre Pato e Pablo. No total, o meia-atacante disputou 67 partidas pelo Tricolor e marcou sete gols.